iFood e Tembici expandem Pedal

Após completar um ano, com mais de um milhão de entregas realizadas com bicicletas, projeto disponibilizará mais de 2500 e-bikes em seis capitais brasileiras

0
123

O iFood Pedal, projeto pensado e realizado exclusivamente para entregadores, completa um ano, com o marco de mais de um milhão de entregas realizadas de bicicletas no delivery. Devido ao sucesso, o iFood, em parceria com a Tembici, empresa de micromobilidade que atua na América Latina, anunciou a expansão da iniciativa para seis capitais brasileiras: Recife, Salvador, Brasília, Porto Alegre, além das atuais São Paulo e Rio de Janeiro. Estarão disponíveis nestas localidades, ao longo de 2022, mais de 2.500 bikes elétricas. Com isso, o projeto será o maior da América Latina com bicicletas elétricas no delivery. 

A iniciativa, além de oferecer uma nova opção e menor esforço com o modal elétrico em todo o país, também busca incentivar entregas limpas com o objetivo de alcançar a realização de 50% dos pedidos em modais não poluentes até 2025. A escolha das cidades foi realizada com base em pesquisas, escuta de entregadores e diversos estudos de demandas. Além das bikes, serão disponibilizados equipamentos de proteção, como capacetes e bags, assim como pontos de apoio, equipados com filtros de água, banheiros, mesas, microondas, pontos de recarga de celular e espaço de descanso. Os entregadores também continuarão contando com o Pedal Responsa, curso digital de conteúdo formativo e de conscientização.

“Como diferencial, as bicicletas elétricas trazem um grande facilitador no dia a dia, uma vez que o modal possui pedal assistido, ou seja, o motor é acionado quando a bicicleta é  pedalada, sem acelerador, tornando a bike mais leve”, explicou  Fernando Martins, head de inovação e logística do iFood. Com velocidade limitada a 25 km/h e bateria  com autonomia de 60km, seus freios e peças de transmissão carregam selo de empresas renomadas do mercado, proporcionando a máxima qualidade e segurança. “Além disso, com foco na experiência dos entregadores, o iFood investe constantemente em tecnologia e outros mecanismos que delimitam o raio de entrega para cada restaurante e identificam quem estiver mais próximo, enviando para os entregadores bikers rotas mais curtas, otimizando seus ganhos e tempo de deslocamento”. 

Conforme assegura Martins, “o projeto foi cocriado com entregadores parceiros e lançado há um ano em São Paulo e no Rio de Janeiro. Nesse período, se provou sustentável e plenamente alinhado com o impacto operacional, ambiental e social que queríamos alcançar. Entendemos que esse modelo veio para ficar porque vimos consumidores e restaurantes atendidos de forma mais eficiente e os entregadores satisfeitos, com ganhos líquidos maiores que modais mais tradicionais, como motos”.

Um ano da inovação
O iFood Pedal foi o primeiro serviço do mundo a oferecer aluguel de bicicleta exclusivo para entregadores e foi desenvolvido em parceria com a Tembici e Instituto Aromeiazero. A iniciativa completou um ano de lançamento, presente hoje nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro. O projeto piloto teve neste período excelentes resultados, com mais de 13 mil entregadores cadastrados e um milhão de pedidos entregues com e-bikes e bikes convencionais compartilhadas, evitando a emissão de 271 toneladas de CO2 na atmosfera. Em 2020, o iFood Pedal ganhou o prêmio de “Inovação do Ano” no prêmio Estadão Mobilidade. 

Tomás Martins, CEO e cofundador da Tembici, afirma que o projeto atende a uma demanda muito importante, que cresceu rapidamente nos últimos anos. “Investir neste modal e fomentar o delivery por bicicleta é contribuir diretamente para cidades mais inteligentes e sustentáveis. A bike elétrica expande a possibilidade de uso diário uma vez que facilita deslocamentos mais longos e com diferentes relevos, exigindo menos esforço de quem pedala”, explica. “Estamos focados em  alinhar nossa governança cada vez mais com a agenda ESG. Além da contribuição para diminuir impactos ambientais na redução de emissão de carbono, a bicicleta tem um enorme poder de transformação social”, comenta.

Além de totalmente alinhado às metas de sustentabilidade do iFood, como a de 100% de entregas neutras no delivery, o iFood Pedal tem um viés social que busca apoiar os trabalhadores que querem começar a utilizar as bicicletas para atuar no delivery. E, para auxiliar nesse processo e garantir mais segurança aos parceiros, o curso Pedal Responsa, realizado em parceria com o Instituto Aromeiazero, oferece conteúdos como: cuidados e responsabilidades ao pedalar, comunicação com cliente, prevenção ao coronavírus e saúde. Ao concluir o curso, o entregador recebe certificado e um kit especial com vários itens úteis para o seu dia a dia nas entregas, como garrafa de água, carregador de celular portátil, jaqueta e camisa com proteção UV. 

O iFood Pedal ainda conta com o Girando Ideias, com ações socioeducativas de encontros e dinâmicas, presenciais e semanais. A condução é realizada por mentores experientes, focados em diálogo e escuta ativa, com objetivo de melhorar o dia a dia dos entregadores. 

Como funciona o iFood Pedal
Por enquanto, o projeto está disponível apenas em São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ) e para realizar entregas com iFood Pedal, os interessados deverão acessar a seção “iFood Pedal” no app iFood para Entregador. Lá, encontrarão mais detalhes sobre o projeto, realizar cadastro e escolher um plano. As bikes podem ser utilizadas em períodos de até quatro horas em São Paulo, e até duas horas no Rio de Janeiro, com plano mensal (R$34,90) e semanal (R$9,90) por meio de cartão de débito, crédito ou em dinheiro e são exclusivos para entregadores. No caso de tempo adicional, é acrescido um valor por tempo de uso. Os entregadores parceiros também podem utilizar as bicicletas compartilhadas da Tembici. Além disso, todos que se cadastrarem receberão máscara e álcool gel. 

Os entregadores que utilizam o modal também contam com seguro de acidentes pessoais oferecido gratuitamente pelo iFood em parceria com a seguradora MetLife e a farmacêutica MDS, que fornece descontos na compra de medicamentos. A iniciativa cobre despesas médicas e odontológicas e oferece uma garantia financeira para a família em caso de acidentes. O seguro vale durante o período em que os parceiros estiverem logados na plataforma e também no “retorno para casa”, válido por duas horas ou num trajeto de até 30 quilômetros do local da última entrega.