Internet ganha força entre brasileiros

0
0



A Internet se confirma como o grande canal de comunicação entre os brasileiros, tanto para entretenimento, quanto como canal de compras ou simplesmente para obter informação. Esse foi um dos resultados da pesquisa Media Democracy realizada pela Deloitte nos Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido e Brasil. Foram ouvidas cerca de nove mil pessoas que retrataram os hábitos de consumo de mídia e de tecnologia do século 21. No Brasil, foram ouvidas 1.346 pessoas na faixa etária de 14 a 75 anos.

 

O levantamento no País demonstra que os brasileiros continuam se destacando em relação aos outros países como um público consumidor de mídia em todos os formatos. São 36,8 milhões de internautas ativos e 13,7 milhões com Internet em casa. Assim como no ano anterior, para a maioria dos consumidores, o computador superou a televisão em termos de entretenimento. A Internet é um dos principais motivadores deste quadro. O internauta brasileiro gasta, em média por semana, 17 horas assistindo televisão e cerca de 30 horas navegando na Internet. “Podemos concluir que a Internet é uma importante ferramenta de veiculação de anúncios. As empresas não podem e nem devem ficar de fora dessa tendência”, afirma Marco Brandão, sócio da Deloitte na área de tecnologia, mídia e Telecom.

 

As redes sociais, meios de comunicação instantânea e mensagens de texto são utilizados por 86% dos entrevistados para falar com os amigos. Todos os dias, 38% dos brasileiros pesquisados utilizam essas mídias. Outra motivação para navegar na Internet é o acesso a conteúdos de vídeo on-line. Entre a faixa de 14 a 26 anos o computador é quase tão utilizado quanto a TV para assistir a vídeos (56% assistem vídeos pela TV e 54% assistem pelo computador).

 

O estudo concluiu que a Internet já é considerado um canal de compra, especialmente para eletrônicos (71%), seguidos das lojas de departamentos com 58%. Além disso, 65% dos entrevistados disseram que comentários e indicações de consumidores on-line influenciam mais nas decisões da aquisição que qualquer outro tipo de publicidade na web. A propaganda on-line ainda é considerada mais invasiva pela grande maioria dos entrevistados que as veiculadas em jornais e revistas (69%). Mais da metade afirmou que estaria mais confortável em fornecer informações pessoais na web se isso significasse receber anúncios direcionados a suas necessidades (55%).

 

A pesquisa mostra ainda que a Internet e celular caminham juntos. O celular foi apontado como o dispositivo de comunicação universal por excelência e é utilizado como meio de entretenimento, especialmente nas faixas etárias mais jovens. Foi possível identificar ainda que de uma a cada seis horas despendidas na Internet é via celular. Nove em cada dez entrevistados, afirmaram possuir um celular e um em cada cinco, disseram possuir na residência um aparelho do tipo smartphone.

 

Entre as três principais utilidades do celular (usadas com freqüência pelos entrevistados) estão: mensagens de texto (93%), câmera digital para fotos (83%) e câmera de vídeo (71%). Os aplicativos como games e mp3 player no celular são mais valorizados quando a faixa etária é menor. O acesso à internet, e-mail e o recebimento das notícias são mais utilizados por consumidores entre 27 e 43 anos. Sobre a possibilidade de convergência entre as mídias, 88% dos entrevistados disseram que gostariam de conectar a televisão à Internet para baixar vídeos e outros conteúdos diretamente na TV.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorExpansão global
Próximo artigoExcelência em telemarketing ativo