Logística da Bosch busca excelência no atendimento aos clientes

0
4

Para garantir qualidade na prestação de serviços, a Bosch fortalece seu projeto de logística, um trabalho que foi iniciado há dois anos e meio com a criação da Log (Logística para a Divisão Comercial na Fábrica Campinas) e contou com o suporte de todas as áreas internas da companhia.

A logística Bosch, conforme demonstram pesquisas, é hoje uma ferramenta de apoio às vendas e atende melhor aos distribuidores e revendedores. Esta melhoria pode ser visualizada pelo prazo de despacho das mercadorias, que caiu para, no máximo, dois dias depois de feito o pedido e pela disponibilidade de atendimento para autopeças, que passou de 75%, em 1999 para 95%, em 2001.

Estes dados são obtidos pela Bosch nas pesquisas que realiza constantemente com os clientes, medindo a evolução da qualidade e o índice de satisfação. A busca pela qualidade dos serviços e processos está alinhada ao conceito BeQIK, que propõe inovação e orientação ao cliente. O projeto logístico envolve todas as fábricas da Bosch – Campinas, São Paulo, Curitiba e Aratu – sendo que, na divisão de autopeças, com a implementação no Brasil do Centro de Competência (CoC) para a América Latina, a responsabilidade por toda a distribuição no continente ficou a cargo da logística da RBBR, independentemente da origem do produto.

Segundo Moisés Aparecido Ferella, gerente do Centro de Competência Logística da América do Sul, a meta é mais ambiciosa. “Com o comprometimento de todas as áreas envolvidas, queremos ser referência no Brasil e América Latina em termos de logística até 2002”, revela.