Mercado de automação cresce 18%

0
3

“O Brasil tem uma enorme capacidade de desenvolver soluções para modernização da indústria, porém seriam necessários investimentos anuais 25% superiores para que o parque industrial nacional se atualizasse em curto prazo”, declarou o engenheiro Nelson Ninin, presidente da ISA (The Instrumentation, Sytems and Automation Society) – Distrito 4, durante a entrevista coletiva concedida no primeiro dia do ISA SHOW South America 2004, no Expo Center Norte, em São Paulo. De acordo com o presidente da entidade, o mercado brasileiro de automação industrial “ainda está baseado, primeiro na reposição da instrumentação existente, segundo na modernização da base instalada e, por último, em novas plantas industriais”.

Nelson Ninin antecipou dados de estudos que estão sendo concluídos pela ABINEE – Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, indicando um faturamento do segmento da ordem de R$ 2 bilhões e um crescimento de 18%. Embora exista muito espaço para crescer, “a expectativa para 2005 é manter o mesmo patamar de crescimento, alcançando um faturamento de R$ 2,4 bilhões”.

De acordo com Ninin, embora predominantemente importador, o segmento de automação industrial registrou um crescimento das exportações da ordem de 42%. Presente ao evento em São Paulo, Donald Zee, presidente mundial da ISA, entidade que congrega 35 mil profissionais da área de automação industrial, afirmou durante a abertura que “a ISA dedica especial esforço no sentido de promover cursos e treinamentos para que os profissionais possam acompanhar a sofisticação, cada vez maior, das plantas industriais”. Neste sentido, estão sendo criados programas de certificação em vários níveis, entre eles o Programa de Certificação de Engenheiros de Controle e Automação, que o Distrito 4 da ISA está implementando na Universidade Federal do Espírito Santo.

ISA Show South America 2004

Para que as indústrias possam se tornar competitivas e exportar, necessitam empregar soluções e sistemas que automatizem, controlem e monitorem seus processos industriais com a máxima eficiência. Durante o ISA SHOW, 130 expositores apresentam produtos e serviços disponíveis mundialmente, dos mais simples instrumentos de coleta de dados em campo aos sistemas mais complexos que interligam o chão de fábrica com a alta gerencia das organizações.

A expectativa dos organizadores é que o evento atinja 18 mil visitantes durante os três dias (de 23 a 25 de novembro), superando os 15 mil da edição passada. O objetivo é proporcionar intercâmbio técnico e comercial entre empresas de tecnologia, sistemas e instrumentação de automação industrial com seus clientes, além de demonstrar os avanços tecnológicos de empresas nacionais e internacionais. Promovida pelo Distrito 4 da ISA (The Instrumentation, Sytems and Automation Society), a feira é dirigida a usuários, fabricantes, fornecedores e prestadores de serviços dos setores envolvidos.