Não é só sobre produtos, é sobre cuidar

Marcas precisam entender a necessidade de estar cada vez mais presentes na vida do consumidor

0
6
Patrícia Macedo
Patrícia Macedo

Autor: Patrícia Macedo

Acredito que poucas jornadas sejam tão profundas e transformadoras como a da parentalidade. Como mãe e executiva à frente de uma marca de cuidados para bebês tenho consciência das delícias e dos desafios que surgem desde o momento em que recebemos o teste de gravidez positivo. E é só o começo. A partir daí, a cada dia surge uma nova dúvida, um novo aprendizado, muitas surpresas e alegrias. E, mais do que nunca, a palavra “cuidado” passa a ter um significado enorme.

Cuidar de um ser tão amado e indefeso, cuidar de cada detalhe, cuidar de cada escolha. E nesse momento, quem cuida também precisa de cuidado, acolhimento, abraços. Por isso, quando pensamos no território ocupado por uma marca que vende produtos essenciais para bebês, entendemos a importância de estar presente, não apenas levando produtos de qualidade, nos quais as pessoas possam confiar, mas trazer também informação e comodidade, formando uma rede de apoio.

Lidero uma marca que faz parte de uma multinacional com quase 150 anos de história e que compreende que inovação é um atributo que anda lado a lado com a perenidade de um negócio. Mais do que isso, entende que, quando falamos de itens essenciais, novas categorias de produtos e soluções inovadoras têm um poder real de melhorar a vida das pessoas, trazer mais bem-estar, conforto e qualidade de vida.

Ao falarmos da criação de produtos para bebês, temos a consciência que estamos lidando com um público extremamente exigente: mães, pais, avós, cuidadores no geral. Nossa principal premissa é oferecer produtos de extrema qualidade e segurança e que ajudem o dia a dia das famílias. Mas, entendemos que é preciso ir além, precisamos antecipar necessidades que estão latentes para o nosso público e, melhor ainda, trazer facilidades que talvez ainda nem tenha imaginado.

Mas, é preciso ir além da inovação em produtos. É necessário liderar conversas, estar por perto e ser uma marca na qual as pessoas possam confiar em vários aspectos. Isso está no DNA da nossa marca, cujo nome, Huggies, é a junção das palavras “babies” e “hugs” (abraços em inglês). Nesse sentido, enxergamos o abraço para além do ato físico. Para nós, o abraço é a forma mais genuína de cuidar, que entrega carinho e gera estímulos cognitivos e sensoriais, trazendo proximidade e acolhimento. Essa visão ampla sobre o gesto de abraçar nos inspira na hora inovar e esse vínculo pode acontecer até mesmo digitalmente: em 2018, criamos a plataforma Mais Abraços, uma rede de apoio digital que tem como objeto contribuir com a jornada de mamães e papais em um momento tão importante de suas vidas.

Nesse espaço, trazemos conteúdo relevante sobre gravidez e cuidado com os pequenos e oferecemos oportunidades para trocas de experiências, tão importantes nessa fase. Também disponibilizamos ferramentas que facilitam a vida das pessoas, como chá de bebê online e assinatura para que os consumidores possam receber produtos em casa.

Esse é um projeto que me traz muito orgulho e que vem sendo desenvolvido por meio de metodologias ágeis, que nos permitem tomar decisões rápidas, fazer testes de novas ideias de forma prática e gerar um ciclo contínuo de aprendizado de como aprimorar constantemente nossa plataforma. Nesse cenário, temos em mãos um projeto que nos permite criar funcionalidades com frequência e fechar novas parcerias que se adaptem às particularidades de cada momento de nossos usuários.

Pensando nisso, além de todas as possibilidades que uma rede digital já traz, que se mostraram ainda mais relevantes nesse momento de distanciamento social, conseguimos agir rápido para nos adaptarmos. Foi assim que fechamos uma parceria para oferecer, via plataforma, capacitação gratuita para mães empreendedoras. A meta, é alcançar até 100 mil pessoas e contribuir com a vida profissional e independência dessas mulheres. Assim, ampliamos as nossas possibilidades de levar cuidado, inspiração e acolhimento para essas famílias.

Pensar no dia seguinte: esse é um caminho sem volta e o futuro tem nos guiado a pensar e ser ainda mais criativos. As marcas precisam entender a necessidade de estar cada vez mais presentes. E não basta mais levar um produto à gôndola ou reforçar os investimentos em publicidade. Comunicação faz parte, mas é preciso estar próximo, liderar conversas, entender necessidades e não ter medo de fazer diferente. No nosso caso, estar dentro do universo da parentalidade e entender, com muita sensibilidade, as diversas facetas dessa jornada, é mais do que fundamental. Só assim, conseguimos caminhar juntos e ser verdadeiros parceiros no momento de cada descoberta.

Patrícia Macedo é diretora de marketing da Kimberly-Clark/Huggies.