Novas oportunidades

0
5
Tanto o mercado, como o comportamento dos clientes sempre passam por várias mudanças. Os novos hábitos dos jovens das classes C e D, por exemplo, exigem novas estratégias das empresas para o atendimento desse consumidor, que cada vez mais está em busca de valor (status da marca) e exclusividade. Com alto potencial de consumo, não é à toa que as empresas devem abrir os olhos para as oportunidades. Na visão de Reynaldo R. Zani, gestor de comunicação e marketing da Pizza Hut, cada vez mais eles estão consumindo em ocasiões de entretenimento, como nos finais de semana, feriados e a noite. “Eles consomem mais produtos de qualidade Premium (os mais caros do cardápio), e querem garantir que a experiência trará o que a marca tem de melhor naquele momento”, comenta.
Para Zani, o potencial de consumo dessas classes é grande não só pelo tamanho da base de consumidores em potencial, mas pelo fato de que eles estão adquirindo novos hábitos. Nesse sentido, a Pizza Hut de São Paulo tem estruturado o planejamento de marketing da rede com base nos costumes e ocasiões de consumo, muito mais do que focado nas classes. “Isso porque acreditamos que a ascensão das classes sociais C e D tem como uma das principais consequências a mudança de hábitos, gerando um tipo de comportamento que tende á ser compatível com o dos jovens de Classes A e B, guardadas as diferenças relacionadas ao poder aquisitivo”, explica. Desta forma, o foco da empresa é entender o que estes jovens querem e gostam, para garantir que esteja disponível a todos, de forma acessível e ao maior número de classes possíveis.
O gestor conta, ainda, que a Pizza Hut tem trabalhado nos últimos anos em uma plataforma de acessibilidade à marca, em praças de alimentação, restaurantes com serviço à mesa, delivery e no canal chamado ‘Balcão de Viagem’, com o objetivo de tornar o consumo economicamente atrativo. “Esta estratégia envolve vários aspectos operacionais e de marketing e nos possibilitaram ter atualmente o preço das refeições na rede na média, com relação à concorrência”, acrescenta.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorInHouse em comemoração
Próximo artigoInadimplência deve manter ritmo