Novos presidentes na AES

0
0
Como parte da estratégia de crescimento da AES no País, desde 1º de abril, executivos assumiram a presidência das empresas do grupo. As mudanças foram anunciadas em 17 de fevereiro. Assim, a holding AES Brasil será liderada por Julian Nebreda. Já Ítalo Freitas é o presidente da AES Uruguaiana e AES Tietê. E, ainda, Charles Lenzi assume a presidência da AES Eletropaulo e da AES Sul. Britaldo Soares passa a presidir o Conselho de Administração da AES Eletropaulo, da AES Sul e da AES Tietê.
Julian Nebreda possui mais de 20 anos de experiência no setor de energia , tanto em  distribuição como geração de energia. Bem como já passou pelos setores financeiro e legal. Ao longo de sua carreira, liderou empresas de distribuição na República Dominicana, Venezuela , Camarões , Ucrânia e Cazaquistão. Recentemente, esteve à frente da Unidade Estratégica de Negócio da AES na União Europeia. Também tornou a AES líder de mercado no desenvolvimento de armazenamento de energia à base de bateria com projetos em operação comercial no Reino Unido e Holanda.
Ítalo Freitas é engenheiro mecânico formado pela Universidade de Pernambuco e mestre em Energia pela Universidade de Campinas. Certificado pela Sociedade Americana de Profissionais de Manutenção e Confiabilidade e MBA em finanças pela Universidade de Múrcia na Espanha. Atualmente, exerce o cargo de diretor geral de geração da AES Tietê e AES Uruguaiana, onde liderou a implantação da Certificação Internacional em Gestão de Ativos (PAS55), tornando a AES Tietê a primeira empresa na América Latina nesta certificação. Anteriormente, exerceu o cargo de gerente de engenharia e performance da AES Cartagena na Espanha e é integrante do comitê Brasileiro de Gestão de Ativos na Abraman.
Charles Lenzi é presidente da AES Eletropaulo e AES Sul. Há 25 anos no setor elétrico, foi presidente executivo da Abragel (Associação Brasileira de Geração de Energia Limpa). Anteriormente, também atuou como vice-presidente de distribuição na AES Eletropaulo e diretor geral na AES Sul. Além de acumular experiência nas operações da AES na Venezuela e Índia.