Os motivos pelos quais os brasileiros preferem o e-commerce

Estudo realizado pelo Twitter aponta categorias consideradas mais seguras para o usuário do comércio eletrônico

0
31

Entre os consumidores que optam pelo e-commerce no Brasil, 78% indicam melhores descontos e promoções como os elementos primordiais de motivação pela escolha. Esse é um dos apontamentos de pesquisa realizada pelo Twiter, ao confirmar que as compras on-line vêm se consolidando como uma tendência desde o início da pandemia e vão muito além da busca de comodidade e segurança física. Segundo o estudo, um em cada cinco respondentes ainda disse que a variedade de produtos é o principal chamariz. Em contrapartida, as pessoas acreditam que o meio físico leva vantagem quando o assunto é a confiança de ter escolhido o produto ou marca certos em comparação com as compras realizadas de maneira virtual. Apenas um em cada quatro entrevistados disse sentir firmeza neste quesito ao comprar on-line.

Segundo Lucas Andrade, analista de pesquisa do Twitter no Brasil, a pesquisa mostra que 76% das pessoas apontam a facilidade em avaliar melhor a opinião das outras como um ponto positivo do comércio eletrônico, justamente por essa possibilidade de colher informações vindas de outras fontes. “As compras online antigamente tinham um volume menor devido à insegurança de muitos para esta modalidade. Com o passar do tempo, porém, as pessoas foram vendo que podem utilizar meios virtuais e continuar seguras”, afirmou.

Ainda que no futuro tudo volte à normalidade, na opinião do analista, as pessoas já se acostumaram com a vida on-line em função das circunstâncias da pandemia. Nesta mesma pesquisa, 67% dos respondentes declararam que passaram a comprar mais produtos e/ou serviços de forma virtual no período; Além disso, a busca por preços melhores se torna ainda mais relevante por conta da atual situação de boa parte da população. Segundo a pesquisa, 88% das pessoas que usam o Twitter no país disseram que a pandemia está afetando suas contas. Com isso, houve a necessidade de reorganizar as finanças pessoais. Assim, 45% esperam que os produtos entrem em promoção para conseguir fazer suas compras. Entre os produtos que os brasileiros sentem mais confiança em comprar no e-commerce estão itens de cama e mesa, aparelhos eletrônicos, farmacêuticos, eletrodomésticos, vestuário e de supermercados. Apenas 5% consideraram a possibilidade de adquirir um imóvel pelos meios virtuais.