Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Profissionais de TI recebem 84% mais propostas de emprego

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Lina Nakata, especialista da FEEx

Perspectiva de crescimento de carreira é o principal motivo para aceitar um emprego segundo 34% dos colaboradores

Com o crescimento generalizado do uso de tecnologia, as vagas de trabalho no setor também aumentaram e, hoje, profissionais de TI são os  mais assediados para mudar de emprego. A constatação faz parte da Pesquisa FEEx – FIA Employee Experience, segundo a qual esses colaboradores recebem 84% mais convites para participar de processo seletivo em outras organizações.

O estudo apontou, também, que os principais motivos de entrada dos profissionais nas empresas são identificação com a proposta de atividades do cargo (+73% acima da média do mercado), oportunidades de aprendizado (+56% acima da média do mercado) e alinhamento com os valores da empresa (+44% acima da média do mercado).

A pesquisa FEEx – FIA Employee Experience constatou que os motivos de permanência na empresa são, principalmente, oportunidades de aprendizado, flexibilidade no trabalho e crescimento profissional. Neste quesito, o que mais chama a atenção é a porcentagem quando se leva em consideração outros segmentos profissionais. São 48%, 33% e 12% acima da média do mercado, respectivamente.

 “A pesquisa FEEx gera um mapeamento bem completo sobre a experiência do colaborador. Afinal, ninguém melhor do que o próprio grupo de funcionários opinar como está o ambiente de trabalho e suas condições pessoais e profissionais. Esse diagnóstico aponta vários aspectos para tomadas de decisões estratégicas na organização, e vemos essa ferramenta sendo relevante para centenas de empresas, todos os anos. Uma gestão de pessoas com mais qualidade eleva a satisfação e o engajamento das pessoas no trabalho”, comentou Lina Nakata, especialista da FEEx.

A remuneração do profissional de TI
A pesquisa concluiu que uma remuneração elevada faz parte da realização profissional dos colaboradores. O quesito está 58% acima da média do mercado. Outros fatores de realização profissional no setor são ser um especialista (+64% acima da média do mercado) e ter autonomia e liberdade para criar e inovar (+25% acima da média do mercado).

Numa propensão muito maior que em outros setores, os profissionais que trabalham na área de tecnologia têm mais confiança nos próprios colegas de trabalho (+7,0% acima da média), sentem que as pessoas estão sempre dispostas a ajudar umas às outras (+5,4%), e entendem que os outros dividem com eles o que sabem (+3,7%). No entanto, esses mesmos profissionais também avaliam pior a sua remuneração variável e acreditam que os treinamentos oferecidos pela empresa não atendem tão adequadamente às necessidades do trabalho.

A pesquisa ainda levantou as razões do colaborador do setor tecnologia pedir demissão de uma empresa: essencialmente, seria por pouca possibilidade de desenvolvimento e de aprendizados, além da falta de desafios constantes – ambos também numa proporção bem acima dos padrões gerais das pessoas. Por fim, a intenção do profissional de se aposentar na empresa em que trabalha é 56% menor para os do setor de tecnologia comparando-se ao mercado de forma geral.

A edição 2021 da Pesquisa FEEx – FIA Employee Experience, contou com 290 empresas e mais de 180 mil funcionários. Destas, 33 são empresas de tecnologia, sendo 5.577 funcionários que validaram sua participação. 

Inscrições abertas
As inscrições para a edição 2022 da Pesquisa FIA Employee Experience (FEEx) estão abertas. Para participar, a empresa interessada deve ter no mínimo 50 funcionários e preencher o formulário no link https://feex.fia.com.br/inscricao até 31 de maio. No final do processo, as participantes terão acesso gratuito ao mapeamento do clima organizacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima