Sharecare cria enfermeira virtual

Sara auxilia no atendimento ao tirar dúvidas e colher informações para o prontuário eletrônico

0
5

Os assistentes virtuais ajudam a trazer eficiência para muitas áreas de negócio. Na saúde não é diferente, permitindo integrar a tecnologia ao cuidado humanizado. Pensando nisso, a Sharecare desenvolveu sua própria enfermeira virtual. Batizada com o nome de Sara, a personagem foca no atendimento personalizado e de qualidade. A assistente virtual atua desde o primeiro contato com os pacientes. Ela conduz interações estratégicas via chatbot, o que contribui para que os participantes dos programas clínicos tenham uma experiência mais fluida e para que o engajamento com os cuidados de saúde seja aprimorado.

O sistema facilita e torna mais conveniente a interação do usuário ao longo da jornada clínica Sharecare. Assim, as informações trocadas com a enfermeira virtual alimentam o prontuário eletrônico de forma automática. Em seguida, os dados de cada paciente são integrados e centralizados. A consequência é a personalização dos protocolos clínicos. Eles são aplicados para garantir que a equipe de consultores de saúde trabalhe mudanças comportamentais e demais pontos de melhoria, de acordo com a realidade do indivíduo. Em outras palavras, o profissional especializado consegue focar em assuntos mais importantes e aprofundar no cuidado com o paciente.

Além disso, a atendente virtual é capaz de fazer uma triagem dos dados coletados durante a interação e até mesmo identificar o canal ao qual o usuário deve recorrer, como Centro de Valorização da Vida ou Ligue Saúde, central telefônica da Sharecare, evitando o deslocamento desnecessário ao ponto-socorro.

A enfermeira virtual foi desenvolvida a partir de recursos de inteligência artificial. Por isso, garante agilidade e precisão na resolução de problemas simples trazidos pelos colaboradores. Isso acontece por meio da coleta de dados e pela aplicação de instrumentos para identificação de riscos ou necessidades de saúde, a partir de árvores decisórias mais simples. Por meio dos algoritmos de inteligência artificial, é possível ter acesso a um grande número de informações, o que facilita a identificação de problemas em estágio inicial.

“O cliente busca a centralização das informações de saúde em um único lugar, da melhor forma possível. O comportamento e as preferências de cada paciente não seguem um padrão. Por isso, as jornadas devem ser personalizadas. Unindo a estrutura da plataforma Sharecare à enfermeira Sara e à equipe de consultores de saúde, conseguimos atender as necessidades clínicas do paciente e ainda proporcionar a melhor experiência”, explica a gerente de marketing e UX da Sharecare, Fernanda Rodrigues.