O canal para quem respira cliente.

Turner divulga pesquisa Screens

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Em um cenário marcado cada vez mais pela convergência de meios, a pesquisa Screens se propôs a entender como as pessoas têm consumido conteúdo nas diferentes telas. Coordenada por Renata Policicio, diretora de pesquisa de vendas publicitárias na Turner América Latina, Screens dividiu o público em cinco grupos etários: kids (7 a 10 anos), teens (13 a 15), youngs (18 a 24), early adults (25 a 34) e late adults (35 a 49), e também em dois subgrupos: os “duo plataforma”, que tinham TV por assinatura e computador, enquanto os “multiplataforma” também usavam tablet e/ou smartphone. A metodologia passou pelas etapas de imersão, com entrevistas de especialistas; conexão com os targets através de diários online e entrevistas em profundidade, além de questionários online na etapa de dimensionamento. 
Além de revelar a penetração de cada dispositivo entre os entrevistados, essa abordagem permitiu principalmente identificar o comportamento e motivações em cada um dos grupos. Para o público kids, a novidade, a surpresa e o aspecto mágico, por exemplo, foram apontados como as principais expectativas na hora de consumir conteúdo. Os teens já citaram a necessidade de reconhecimento e pertencimento, e os youngs indicaram a autoconfiança como uma motivação importante de consumo. Já os early adults, por sua vez, buscam a diferenciação em suas escolhas, enquanto os late adults objetivam a autoaceitação e realização pessoal. 
O estudo também sinalizou as preferências de conteúdo. Para os kids, por exemplo, os desenhos animados são a preferência, seguidos de filmes, séries, esportes e música. Já os teens preferem os filmes, seguidos de séries, desenhos animados, esportes e música. Os youngs assistem mais filmes e, na sequência, música, séries, desenhos e esportes. Os early adults e late adults escolhem filmes e, depois, música, séries, desenhos e esportes. 
A pesquisa confirmou, ainda, que a televisão tem, cada vez mais, seu conteúdo repercutido nas redes sociais. Ou seja, o consumidor utiliza várias plataformas ao mesmo tempo, de forma complementar, e não uma em substituição a outra. 
Já no que diz respeito a pagar por conteúdo, a pesquisa revelou que mais de 40% do público adulto está disposto a pagar por conteúdo, seja na TV, no PC ou no celular. Por outro lado, as crianças e adolescentes não mostram a mesma disposição, principalmente por saber que o conteúdo pode estar disponível de forma gratuita na internet, em pouco tempo. 
Desde 2005, a Turner investe em pesquisas com o objetivo de entender como os telespectadores, crianças e adolescentes, relacionam-se com diferentes telas, plataformas e tecnologias quando consomem conteúdo, além de suas expectativas com relação a cada dispositivo. Em 2013, a novidade ficou por conta da inclusão do público adulto na amostragem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima