WiFi fideliza e melhora desempenho do varejo

0
1
Das lojas que oferecem rede sem fio para os clientes, 27,% registraram um aumento significativo nos níveis de fidelidade, como apresentou a AirTight Networks, na feira da Federação Nacional de Varejo, NRF 2015, nos EUA. O levantamento aponta também que 82% das empresas de varejo médias e grandes já instalaram WiFi em suas lojas, enquanto 57% dos estabelecimentos oferecem conexões WiFi tanto para clientes quanto para funcionários.
A pesquisa, que foi encomendada pela AirTight, em parceria com a provedora de serviço de rede gerenciada WiFi EarthLink e conduzida pela firma de consultoria IHL Group, tem como objetivo medir o impacto do serviço de conexão gratuita em lojas comerciais sobre tópicos como satisfação e fidelização do cliente. Outro dado relevante é que 70% das empresas de varejo dos EUA já estão utilizando serviços de rede terceirizada com provedores em nuvem e outras 34% manifestaram a disposição de atualizar suas estruturas de WiFi, para aumentar a capacidade e melhorar a performance, ao longo de 2015.
De acordo com Fernando Neves, presidente da AirTight Brasil, com os dados do levantamento, a AirTight e a EarthLink irão desenvolver um “benchmark”, uma espécie de métrica de referência para avaliação comparativa por outras empresas usuárias, mapeando dados relevantes sobre o impacto do WiFi nos negócios. “Estamos seguros de que os dados do levantamento também serão úteis no Brasil, já que os índices de informatização do nosso varejo já se equiparam ao norte-americano”. Segundo ele, também está no plano das empresas lançar uma ferramenta de benchmarking para possibilitar às empresas de varejo enxergar e comparar seus próprios parâmetros de produtividade com o uso da tecnologia WiFi para embasar políticas de melhores práticas e alavancagem do negócio a partir da conexão gratuita.
Para Fernando Neves, além da redução dos custos de propriedade, a terceirização na nuvem viabiliza ao lojista um nível de serviço de conexão com gerenciamento inteligente. “O serviço de WiFi gerenciado em nuvem oferece diversos recursos adicionais como ferramentas de CRM e acompanhamento de performance e estatísticas comportamentais de cliente. Além disso, este tipo de solução dispõe de recursos de armazenamento de dados e relatórios de acesso que são fundamentais para que as lojas usuárias possam atender as exigências de documentação e responsabilidade jurídica do novo Código Civil da Internet”, explica. Na expectativa do executivo, ao longo de 2015 cerca de 17 mil estabelecimentos deverão adotar este tipo de serviço no mercado brasileiro.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQual seu papel na sociedade?
Próximo artigoRegras menos benevolentes