Inteligência artificial

0
13

A tecnologia está cada vez mais presente no ambiente corporativo, com o objetivo de gerar melhores resultados. Na área de recuperação de crédito, destaca-se o avanço da inteligência artificial, que facilita na aplicação das melhores práticas e estratégias, e influi na redução de custos, no aumento da produtividade e no relacionamento entre empresa e cliente, segundo Pedro Silveira, gerente de marketing da Interactive Intelligence Brasil. “Graças a essa tecnologia, os algoritmos de discagem preditiva ficam mais avançados a cada ano e aumentam a efetividade das campanhas de cobrança. Isso acontece porque é possível conseguir determinar a probabilidade de encontrar um consumidor neste ou naquele número de telefone de contato”, declara. 
O executivo conta que o sistema pode, também, realizar a confirmação automática de que a pessoa que responde na chamada telefônica é o consumidor buscado, se este é um bom momento para falar ou se ele deseja reagendar a chamada para outro horário.
Em um momento em que a relação entre empresa e consumidor é cada vez mais delicada, a tecnologia não só beneficia a efetividade na recuperação de crédito, como ajuda no aumento na qualidade de interação com o devedor, segundo Silveira. “Isso é feito por meio da integração de processos, algo que propicia informações consolidadas e uma experiência rica ao cliente. Tudo isso serve, também, para fazer da cobrança um momento para fidelizar o cliente, que voltará a comprar”, afirma. 
Na visão do executivo, será inevitável o investimento em tecnologia, principalmente em soluções com impacto real sobre a interatividade com o devedor e os resultados nas empresas. “O papel da tecnologia ganha mais peso num momento em que o consumidor demanda uma experiência cada vez mais positiva com as marcas. Do lado das empresas, as restrições e regulamentações impostas sobre a atividade de cobrança ficam cada vez mais duras e os níveis de efetividade esperados para a atividade só crescem. Resta somente escolher um bom parceiro de tecnologia para desenhar processos e automação de suas interações”, declara. Para ele, o próximo passo nas operações de cobrança é a adoção de tecnologia com base na nuvem para automação da comunicação de processos, um movimento que já se iniciou com os contact centers e diversos outros setores.