Campanhas de incentivo, na moda

0
14

Em 2001, a C&A iniciou uma campanha, batizada Presente Mix, focada no cliente final. A aposta foi em uma forma moderna, simples e eficiente incentivando o ato de presentear em datas comemorativas. O sucesso da iniciativa motivou a empresa a explorá-la em um mercado com previsível crescimento, o de reconhecimento e incentivo, como alternativa de premiação, segura e com grande valor residual. O grande diferencial disponibilizado é uma rede com 90 lojas espalhadas de Norte a Sul do País, incluindo moda com preços competitivos.
“No final de 2002 diversas empresas nos procuraram interessadas em utilizar o Presente Mix na premiação de campanhas de incentivo e reconhecimento dos seus funcionários”, justifica Elio George Avelino França e Silva, diretor de Novos Produtos e Marketing Intelligence da C&A. Mas, ao identificar que a rede estava estruturadas para atender apenas ao cliente final, ele apostou no desenvolvimento de uma estratégia de atuação diferenciada para o mercado corporativo. A base da operação está nas mãos da Trade B2B, responsável pelo atendimento e vendas corporativas do Presente Mix, com apoio do canal de vendas criado especificamente para dar suporte ao negócio.
A partir de agosto de 2003, foram desenvolvidas ações voltadas ao mercado de reconhecimento e incentivo corporativo. Em primeiro lugar estruturaram internamente uma área especificamente voltada para cuidar do Presente Mix, focada no segmento. “Desenvolvemos também um canal de vendas exclusivo para empresas, contando com o atendimento de profissionais especializados e com grande experiência no mercado corporativo”, lembra o executivo. Para disseminar o produto, a empresa investiu uma grande campanha de lançamento, apoiado em publicidade em revistas segmentadas, além de outras ações até o final do ano. “Queremos atingir um nicho de mercado que, sabidamente, se aquece nesta época”, pondera.
A grande aposta da companhia, de acordo com Élio, é no mercado formado pelas empresas de call center e centrais de atendimento que tenham foco em incentivo. Ele parte do princípio da grande aceitação da marca C&A . Élio lembra que pesquisas realizadas deixaram claro que mais de 90% das pessoas se lembram da marca C&A e a grande maioria cita a C&A espontaneamente como uma loja de sua preferência. “Outra grande vantagem é que o premiado tem à sua disposição mais de 100.000 itens entre roupas, calçados, óculos, relógios, cosméticos, acessórios, etc., para escolher algo com o seu próprio estilo em qualquer uma de nossas lojas por todo o Brasil”, salienta o executivo.
Para as empresas, as vantagens vão além desta facilidade. Élio especifica que os mercados de incentivo e reconhecimento corporativo têm no Presente MIX uma alternativa extremamente vantajosa também do ponto de vista financeiro. “Não cobramos nenhuma taxa de administração. A empresa que adquire o Presente MIX paga apenas o valor de compra do cartão que hoje está segmentado em 5 valores, R$10,00, R$ 15,00, R$ 25,00, R$ 50,00 e R$ 100,00”, discrimina.
Com essa estratégia, Élio aposta que as empresas podem premiar mais e melhor. “Além desse diferencial, o atendimento qualificado exclusivo para o mercado corporativo, que gerencia todas as informações necessárias tanto na pré-venda quanto no pós-venda, representa um excelente benefício para as empresas interessadas no produto”, afirma.
Ele admite não estar focando em nenhum segmento específico uma vez que o Presente Mix oferece ao premiado a possibilidade de acesso a uma infinidade de itens. “Por isso, é um produto com excelente penetração em todos os perfis de equipes de vendas, sejam formadas por homens ou mulheres, adolescentes ou adultos, de todos os estilos”, esclarece. Ele também não identifica problema em área geográfica. “O beneficiado pode utilizá-lo em qualquer uma das lojas C&A, localizadas nas principais cidades por todo o Brasil. Mas logicamente o maior volume de empresas interessadas está concentrado no eixo Rio – São Paulo”, pondera.
Atualmente, a C&A incorpora em sua carteira clientes de vários segmentos utilizando o Presente Mix. Élio cita empresas nas áreas de trade marketing de grandes empresas de eletro-eletrônicos, empresas de fast food (com incentivo a equipes de campo), laboratórios farmacêuticos (para equipes comerciais) e TVs por assinatura (para equipes de promotores). Élio lembra inclusive das agências de incentivo, que vêm no produto “uma ótima alternativa para seus clientes como mais uma oferta em suas campanhas de incentivo e relacionamento”. No segmento de call centers, ele adianta estar em negociações adiantadas com alguns dos maiores players do setor. “Em breve teremos novidades”, sinaliza.