Marca pessoal

0
7



Você tem uma marca pessoal? Uma reputação que o acompanha independentemente da empresa ou da instituição em que está no momento? Claro. Todos temos. A questão real é se ela é forte o suficiente para sustentar-se, e até crescer, se não estiver atrelada a um ´sobrenome´ corporativo: você@suaempresa.com.br

Uma dica: você não pode esperar passivamente uma resposta, pois ela pode vir tarde demais. É necessário se antecipar ao destino, construindo ou consolidando sua reputação. Principalmente nestes nossos tempos, online e real-time praticamente o tempo todo. Algumas medidas são simples. Por exemplo, criar um destino para sua marca pessoal através de um domínio próprio: www.seunome.com. Ou fazer isso através de uma ferramenta oferecida por redes sociais, como LinkedIn ou Facebook.
David Armano, senior vice president da Edelman Digital, na recente conferência sobre convergência, em Chicago, ofereceu cinco dicas de como  construir e consolidar uma marca pessoal on-line.

1.Seja úbiquo: crie múltiplos fluxos para você

O melhor lugar para começar é com uma presence web que seja sua, ou seja, seu próprio blog, com seu próprio domínio (embora, não necessariamente com o seu nome; eu, por exemplo, uso domínios ligados ao nicho onde atuo). Mas há outras mídias sociais que se devem levar em consideração: o YouTube para seus vídeos, Flickr para suas imagens, Slideshare para suas apresentações, Twitter para comunicação, imediatismo e promoção de seu conteúdo globalmente, LinkedIn para oportunidades de relacionamentos corporativos e, naturalmente, o Facebook.

2. Seja social: gerencie efetivamente seu sistema social

Uma vez construídos esses canais de mídias sociais, você precisa gerenciá-los e otimizá-los para continuar a colocar sua marca pessoal em frente ao maior número de pessoas possíveis, de forma que demonstre seu conhecimento, credibilidade e influência da maneira mais profissional possível.

3. Seja interessante: escreva, filme, fotografe, compartilhe, ofereça

A maioria de nós é interessante. Só precisamos que as pessoas saibam disso.

4. Seja memorável: faça alguma coisa que valha a pena comentar

A maioria de nós prefere não correr riscos e se agarrar ao que já sabe. Mas não é isso que faz as outras pessoas falarem de você e compartilharem coisas sobre você. Como diz Seth Godin, em seu livro The Purple Cow, “ninguém para para ver uma vaca preta e branca. Agora, uma vaca roxa.”. O que você pode fazer de memorável e que nem precise ser tão arriscado?

5. Seja você mesmo: deixe sua personalidade brilhar

O desafio para a maioria de nós é encontrar a maneira autêntica de se mostrar. As mídias sociais oferecem muitas plataformas e canais diferentes para você encontrar sua própria e única voz. Alguns podem brilhar através de fotos, no caso do Flickr, outros com textos e alguns até com vídeos. Há muitas maneiras de aperfeiçoar a marca “você”. Com os canais de mídias sociais, uma, ou mais delas, bem de acordo com sua personalidade.

Fernando Guimarães é consultor de marketing de relacionamento e branding.
Email: [email protected]