O cliente ganha dia de homenagens

0
11

Quinze de setembro entrou para o calendário como o Dia do Cliente. A iniciativa do consultor João Carlos do Rego nasceu para estimular os trabalhos empresariais, com objetivo de fidelizar o relacionamento, em ações dedicadas em todo o País. “Este dia é fundamental para o comércio, pois aprimora relações comerciais, fortalece empreendimentos, estimula ações de capacitação profissional para a prestação de serviços de melhor qualidade, movimenta a economia num mês de fracas vendas, cria novas oportunidades de negócios e, com isto, colabora para a geração de emprego e renda” explica João Carlos. Estrategicamente, a data de homenagens e agradecimentos ao cliente foi escolhida em meados de setembro por não haver nada no calendário comercial.

João Carlos defende a tese da diferença estratégica entre cliente e consumidor, cuja data é comemorada em 15 de março. “Consumidor é aquele que compra para seu próprio uso e não para revender. Já o cliente é o personagem prioritário do negócio entre corporações, no B2B. Ele compra com o caráter da habitualidade de um mesmo fornecedor, o antigo freguês”, explica. Ele pontua o Dia do Cliente: “Um dia para mostrarmos aos clientes o quanto eles são importantes. Um dia para promoções especiais, campanhas de vendas, anúncios, campanhas publicitárias, ações de marketing promocional, decorações, brindes e tudo o mais que puder ser feito para reverenciar a figura do cliente”, completa.

Diferenças – Segundo a Associação ECR (Efficient Consumer Response) Brasil, as empresas devem sempre levar em consideração as diferenças de denominação entre cliente e consumidor, por isso é importante que o varejo esteja sempre atento ao comportamento e acompanhe as permanentes mudanças nos perfis desses compradores e busque oferecer sempre o que for possível dentro da estratégia, espaço e recursos da empresa.

Para Cláudio Czapski, superintendente da ECR Brasil, a receita do sucesso está na visão do ambiente de negócios, na flexibilidade de adaptação da empresa (com base no foco ao consumidor) e na capacidade de ter permanentemente uma estrutura operacional enxuta e eficiente. “O cliente vai para um ponto-de-venda que lhe ofereça serviços (ambiente, exposição, orientação, facilidades etc.), agregue valor aos produtos e conheça seus desejos e preferências. Ele está sempre em busca de um estabelecimento que atenda suas expectativas”, explica.

A Associação ainda reforça que é fundamental que as empresas tenham estratégias definidas para cada segmento do mercado, oferecendo soluções completas aos clientes – em geral, compreende um mix de produtos e serviços -, a preços justos. “As empresas devem entender quem é o cliente delas. Saber, porque os clientes buscam seus produtos ou serviços. Para isso, realizar pesquisas é fundamental”, afirma Czapiski.

Comemorações – Entre as ações realizadas no Dia do Cliente, a Central Nacional Unimed, operadora nacional dos planos de saúde corporativos do sistema Unimed, promoveu uma palestra interativa com o tema “gestão pessoal de saúde” em comemoração à data. A palestra, que foi ministrada pelo médico e educador Rubens Amaral, teve o intuito de estreitar o relacionamento entre as empresas-clientes da operadora, incentivando, ao mesmo tempo, a troca de experiências na área de Gestão de Pessoas, entre as companhias parceiras. O evento destacou a necessidade de as empresas se preocuparem com a qualidade de vida dos funcionários. “O planos médicos devem sempre estar um passo a frente das doenças, porque com a prevenção, os custos destinados à saúde em geral e ao tratamento de doenças crônicas (diabetes, problemas cardíacos) diminuirão consideravelmente”, esclarece Rubens.

O palestrante explicou que a central Unimed está sendo pioneira no trabalho de gestão de doenças, principalmente crônicas. O objetivo é mudar a cultura das pessoas para que elas aprendam gerir sua própria saúde. “Esse trabalho é fantástico, pois ajuda a melhorar a qualidade de vida das pessoas, além de contribuir muito para a fidelização dos clientes. O cliente deve ser tratado como um filho, por isso as empresas devem sempre planejar suas ações pensando na satisfação do cliente”, analisou Rubens.

Segundo o presidente da Central Nacional Unimed, Mohamad Akl, o evento ficou acima das expectativas. “O resultado obtido com o evento foi muito positivo, pois além de ter sido muito bem aceito, quebrou paradigmas. Ele permitiu a consolidação do relacionamento com as empresas parceiras. Por meio das nossas ações voltadas para a medicina preventiva, estamos fidelizando cada vez mais os clientes”, afirmou. O presidente aproveitou para reforçar que é fundamental sempre apresentar novos produtos, além de se adaptar às necessidades dos clientes e seguir as exigências da legislação. “O Dia do Cliente é muito importante , pois sem os clientes nós não existiríamos. Devemos sempre valorizá-lo, deixando-os sempre satisfeitos”, concluiu.