Um novo salto, em grandeza

0
13



O mercado brasileiro de call center está passando por uma grande mudança. O setor presencia o nascimento de uma gigante com a fusão entre a Contax e a Dedic GPTI, como parte do acordo firmado entre a Oi e a Portugal Telecom. A nova empresa vira a segunda maior empregadora privada do país. São mais de 100 mil funcionários e quase 45 mil posições de atendimento, de acordo com o Ranking Callcenter.inf.br. Porém, esse número pode mudar pelo fato de um dos principais clientes da Dedic GPTI ser a Vivo, operadora controlada pela Telefônica, concorrente direta de PT e Oi. A empresa passa a ter também 54 unidades em 9 Estados e Distrito Federal. “Com essa operação, a Contax amplia sua capacidade de atender ainda melhor os clientes e se consolida como principal player em seu segmento. O aproveitamento das sinergias existentes entre a Contax e a Dedic GPTI beneficiam os clientes e os acionistas”, afirma Michel Sarkis, presidente da Contax. “Esse é um passo importante na execução da estratégia da Contax que é crescer com solidez e contribuir cada vez mais para o sucesso dos nossos clientes”, completa.

Para realizar a integração entre as duas empresas, a Contax vai incorporar as ações de Dedic GPTI entregando ações da Contax à Portugal Telecom, com base em uma relação de troca proposta de 0,0362 Contax ON para cada ação da Dedic e de 0,0363 Contax PN para cada ação da Dedic. Essa relação leva em consideração um Equity Value de R$ 2.324 milhões da Contax e R$ 192 milhões da Dedic GPTI, sendo que esta última representa 8,3% do capital da Contax.

Apesar da incorporação de ações Dedic não envolver controlador e controlada, em observância às práticas de mercado, os administradores das companhias e da Dedic atenderão ao Parecer de Orientação CVM nº 35/08, razão pela qual a relação de troca das ações, base para a negociação, é submetida a um comitê integrado por três membros independentes. Esse Comitê Especial fará uma recomendação a ser submetida à Assembleia de Acionistas da empresa. O prazo de conclusão dessa operação está condicionado ao período necessário à análise do Comitê Especial, devendo ser a incorporação de ações concluída ainda dentro do primeiro quadrimestre de 2011.

Adicionalmente à integração da Contax e Dedic GPTI, a Portugal Telecom vai adquirir participação na CTX Participações, holding que detém o controle da Contax. A entrada da Portugal Telecom é parte de uma reestruturação societária na CTX, que se da com a aquisição pela AG Telecom (R$ 100 milhões), LF Tel (R$ 100 milhões) e Portugal Telecom (R$ 116 milhões) de 44,2% das ações da CTX atualmente detidas por BNDES, Previ, Funcef e Petros, que deixarão de integrar o quadro societário da holding. A Portugal Telecom, na seqüência, vai subscrever um aumento de capital na CTX, usando parte de suas ações da Contax, recebidas pela venda da Dedic GPTI, aumentando a participação direta para 19,9%.

UNIÃO DE GRANDES

Nascida a partir da idéia de um grupo de investidores de que havia espaço no mercado de contact center no Brasil, a Contax começou as atividades no início de 2001. A empresa não só conquistou seu espaço como se transformou em uma das líderes do setor. Hoje a empresa possui 78.200 funcionários, quase 35 mil PAs e faturou R$ 2,1 bilhões em 2009, segundo o Ranking Callcenter. Tendo iniciado seus trabalhos com o serviço 102 na Bahia, para a Telemar (hoje Oi), logo se firmou no mercado. Quando a Telemar adquiriu a companhia, a Contax passou a fazer todo o teleatendimento das 16 unidades da operadora de telefonia. Após um ano, a Contax foi além, conquistando novos clientes e ampliando a atividade além da oferta básica. A Contax também foi a primeira empresa do setor a abrir capital na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), em 2005. Além disso, nos últimos anos a empresa vem investindo na ampliação das áreas de negócio, como a criação da Todo!, empresa focada em BPO, e a compra da Ability, da área de trade marketing.

Já a Dedic GPTI foi criada em dezembro de 2002, resultado da absorção dos negócios de contact center da Mobitel. Pioneira a operar no mercado de paging brasileiro, a Mobitel representou o primeiro investimento do Grupo Portugal Telecom no Brasil. Já em 1999, apoiada no conhecimento do setor de telecomunicações e atendimento a clientes, a empresa inicia as atividades no segmento de contact center. Após três anos de atuação nas atividades de terceirização de atendimento, tornou-se caso de sucesso, o que levou o segmento de contact center a responder por 91% do faturamento, em 2002. Baseados nestes índices e na visão de um mercado promissor, nasce a Dedic. Hoje a empresa é a quarta maior do setor tanto em número de funcionários, são 22 mil, como de PAs, com 9.900, de acordo com o Ranking Callcenter. Nessa evolução, um processo importante foi a compra da GPTI, empresa do setor de serviços na área de tecnologia da informação, em 2010.