O canal para quem respira cliente.

Teleperformance lança Projeto Amazônia

Simone Nunes, diretora de cultura, DHO, inclusão, diversidade e responsabilidade social da Teleperformance Brasil

Ação de responsabilidade social e ambiental visa contribuir com os esforços de recuperação florestal e contribuir com a inclusão digital das comunidades locais

Aproveitando as comemorações do Dia da Amazônia, na última segunda-feira (05), a Teleperformance no Brasil lançou oficialmente o “Projeto TP Amazônia – sementes que transformam”, em um evento na sua sede, em São Paulo. O projeto, que nasceu no início do ano, tem como propósito auxiliar na recuperação da floresta amazônica e contribuir com o desenvolvimento social, econômico, educacional e de inclusão digital das comunidades locais, alcançando cerca de 2.500 pessoas.

“Nosso objetivo é ajudar no desenvolvimento sustentável da região, levando inclusão para as crianças, jovens e toda população local. Eles precisam ter acesso a trabalho digno e a educação para mudarem a perspectiva das comunidades. Entendemos que a inclusão digital é tão importante quanto o reflorestamento da região”, comentou Simone Nunes, diretora de cultura, DHO, inclusão, diversidade e responsabilidade social da Teleperformance Brasil.

Apenas durante o primeiro semestre deste ano, a empresa já realizou, com o auxílio da comunidade local, o plantio de mudas de árvores nativas na floresta Amazônica em uma área de um hectare e meio. Até outubro, o projeto visa totalizar três hectares, o equivalente a quatro campos de futebol.

Pensando em sensibilizar mais voluntários para o projeto e ampliá-lo, a empresa passou a registrar as mudas plantadas com um Token Não Fungível (NFT), que gera informações e coordenadas de localização de cada muda no Google Earth. Dessa forma, além de confirmar a credibilidade e autenticidade do projeto, a empresa ainda pode presentear algumas pessoas que apoiaram e colaboraram para a realização desta iniciativa com uma muda plantada em seu nome, como forma de retribuição.

Dentre as principais metas de médio a longo prazo do projeto estão: enriquecimento da biodiversidade, proteção e recuperação de nascentes e geração legal de renda para a população local com o manuseio, aquisição de sementes e o plantio das mudas, acesso à educação e a inclusão digital da população local.

A comunidade de Mainã, onde vivem mais de 50 famílias ribeirinhas, é um dos focos de atuação da Teleperformance no Brasil, que contou com a parceria do Instituto Soka Amazônia, signatário do Pacto Global da ONU e HUB dos ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) no Amazonas, para a concretização desse projeto.

“Exemplo de ações como esta, vinda de diversas instituições público-privadas, respeitando a comunidade local em prol da integridade da Amazônia é uma das missões do Instituto Soka Amazônia. Parabenizamos a Teleperformance do Brasil pelas ações ora desenvolvidas e manifestamos nossa imensa satisfação em somarmos forças por este movimento”, declarou o diretor-presidente do Instituto Soka Amazônia, Luciano Gonçalves do Nascimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima