O canal para quem respira cliente.

Apple x Android no mundo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Os últimos dados de vendas de smartphones da Kantar Worldpanel ComTech para o último trimestre de 2015, encerrado em dezembro, mostra um crescimento constante do Android nos Estados Unidos e nos EU5 (grupo dos cinco maiores mercados da Europa, que inclui Reino Unido, Alemanha, França, Itália e Espanha), onde o Android alcançou 59% e 71%, respectivamente. “Agora, mais do que nunca, é interessante destacar a diferença do desempenho do iOS em comparação com a Apple. Como uma fornecedora, a Apple foi capaz de voltar ao topo das listas classificativas nos EUA e na China, enquanto o iOS tem lutado para voltar à cota de mercado vista em 2014 ao lado de uma série de mercados, especialmente nos EUA”, relatou Carolina Milanesi, chefe de pesquisa na Kantar Worldpanel ComTech.

“A lealdade a Apple nos Estados Unidos está em seu nível mais alto desde 2012, reforçando o fato de que a retenção de clientes não é um problema. No entanto, a aquisição de Android caiu de 13% no último trimestre de 2014 para 11% no mesmo período de 2015, e os que compraram um smartphone da Apple pela primeira vez contribuíram para que os números de vendas globais fossem de 20% para 11% no mesmo período”, continua a executiva. Já Tamsin Timpson, diretor de visão estratégica da Kantar Worldpanel ComTech Asia, comenta que “na China, a Apple recuperou seu título de marca de smartphone mais vendida com uma cota de 27% e teve os três principais modelos no topo do mercado. Huawei se manteve como o mais vendido dentro do ecossistema Android, fisgando 34% das vendas. Xiaomi está agora distante no segundo lugar no ranking, com 10 pontos percentuais abaixo de Huawei.”

Carolina observa, ainda, que o mercado norte-americano continua bastante competitivo. Já que a penetração de smartphones alcançou 65% entre os usuários de telefonia móvel e 84% entre as vendas globais de telefones móveis. “O conjunto de novos compradores disponíveis está encolhendo e a ampla gama de preços do Android ajuda a arrebatar consumidores tardios que procuram seu primeiro smartphone”, afirma ela. Tanto que, no trimestre, 31% dos usuários de Android migraram para smartphones, ligeiramente inferiores em relação os 34% registrados no mesmo período de 2014.

“Entre os cinco maiores mercados da Europa, a cota de iOS cresceu consideravelmente trimestre após trimestre. Mas as vendas não foram suficientes para mostrar o crescimento ano a ano”, disse Dominic Sunnebo, diretor de negócios da Kantar Worldpanel ComTech Europa. “Mais uma vez, a participação do Android foi impulsionada por um ótimo desempenho nos mercados mais conscientes de preço da Espanha e da Itália. O Android registrou também um crescimento ano após ano no Reino Unido pela primeira vez ao longo de 2015, como também aconteceu com Samsung, LG e Huawei.”

A chefe de pesquisa também acredita que, enquanto a procura por smartphones começa a diminuir, os fornecedores estão procurando outras formas de impulsionar o crescimento e os lucros. Porém, isso não quer dizer que a era desse dispositivo móvel está no fim. Segundo ela, os smartphones não vão desaparecer tão cedo e terão um papel importante no que está por vir. “Desde VR, wearables até o lar conectado. Fornecedores que querem permanecer nesse negócio precisam continuar desenvolvendo e oferecendo mais serviços atraentes e recursos que promovam engajamento ou terão que encarar o risco de se tornarem irrelevantes no amplo ecossistema que os smartphones estão criando”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima