COMO SE SAIR BEM NUMA ENTREVISTA DE EMPREGO

0
0




  1. Vista-se sempre, impreterivelmente, para as entrevistas com roupa clássica e discreta.



  2. Compareça à entrevista com 15 minutos de antecedência. Não muito antes, para não constranger o interlocutor, nem muito menos em cima da hora ou atrasado. Esses 15 minutos servirão também para você relaxar e se concentrar.



  3. Saia de casa com o sentimento de que está indo a um encontro no qual procurará ajudar a outra pessoa a resolver o problema dela (e, portanto, da empresa). Esqueça-se dos seus problemas.



  4. Apresente-se sorrindo, com um semblante de tranqüilidade. O aperto de mão é muito importante. Nem fraco, nem forte, mas firme e agradável.


  5. Sente-se mantendo sempre as costas retas. Jamais “invada” a área do interlocutor. Isto é, não coloque nada sobre a mesa dele(a) e nem se debruce sobre a sua mesa. E não fume, mesmo que este(a) estiver fumando e lhe oferecer um cigarro.



  6. Mantenha os olhos sempre na direção do(a) entrevistador(a).



  7. Lembre-se sempre de que só uma linguagem é importante na comunicação interpessoal: a linguagem do outro. Isso quer dizer que você deve focar o interlocutor e utilizar a linguagem que ele estiver usando. Por exemplo: se a entrevista for com o diretor ou gerente da área em que você atua, poderão ser explorados termos técnicos à vontade. Caso seja o profissional de Recursos Humanos, evite terminologia que ele não poderia entender. Atenha-se no nível de conhecimento dele. Por outro lado, se for o presidente da organização, procure não deixar a entrevista descambar para níveis pessoais. Seja profissional sempre. Não use gírias nem “palavras difíceis”.



  8. Demonstre que você conhece um pouco da empresa. Faça perguntas. Demonstre interesse pela vaga e pela organização.



  9. Jamais, em momento algum, entre em polêmica, mesmo que seja provocado. Evite com elegância qualquer discussão de ordem pessoal ou sobre assuntos delicados. Atenha-se aos aspectos profissionais.



  10. Seja conciso. Não fale demais nem de menos. Responda com objetividade às perguntas. Evite fazer rodeios sobre os assuntos. Demonstre firmeza.



  11. Em momento algum critique quem quer que seja ou fale mal da(s) empresa(s) anterior(es). Ao explicar porque saiu (ou pretende sair) do emprego anterior (ou atual), fale a verdade mas em tom positivo, com otimismo.



  12. Ao responder sobre seu futuro, não tenha medo de demonstrar ambição realista. Diga que quer progredir na carreira naquela empresa, mesmo que seu interlocutor seja seu eventual superior imediato.



  13. Fique à vontade para falar de salários e benefícios, mas deixe claro que suas metas não se fixam apenas no dinheiro, mas principalmente no progresso enquanto profissional.



  14. Quando lhe perguntarem sobre seus pontos fracos, procure falar de aspectos que, no fundo, são positivos.



  15. Coloque sempre ênfase nos seus conhecimentos técnicos, na sua capacidade de gerar resultados e na sua facilidade em liderar colaboradores.



  16. A véspera da entrevista é muito importante. Procure dormir bem, não beba bebidas alcoólicas e alimente-se bem. Você vai estar, no dia seguinte, com uma imagem muito mais favorável.



  17. Importante: Não se esqueça do portifólio com dados de resultados alcançados, fotos de eventos, recortes de jornais e revistas ou qualquer outra comprovação importante de seus êxitos e bons momentos profissionais.



  18. Prepare previamente uma relação com cinco ou seis referências profissionais. De preferência ex-superiores, subordinados e colegas de trabalho. Só mostre, entretanto, se for solicitado.

NEGOCIAÇÃO SALARIAL


Você sabe se está ganhando bem? Sua remuneração está condizente com o mercado? Existem estratégias para se elevar a remuneração? Neste espaço estaremos respondendo a essas e muitas outras indagações sobre o salário, os benefícios e a negociação geral.


Vamos começar pelo seguinte: a pergunta “quanto você pretende ganhar? ” é um dos momentos críticos da entrevista de emprego. E isso vai determinar o patamar pelo qual você vai iniciar sua trajetória naquela determinada organização. Então, a estratégia tem de ser a seguinte:




  1. Antes de ir para a entrevista, pegue os jornais do domingo e veja, nos Cadernos de Empregos, qual é o horizonte salarial para o seu cargo – ou análogos. Faça uma média e pondere em relação ao que você estava ou está ganhando. Estabeleça, a partir daí, um mínimo e um máximo que você deseja, sempre levando em conta o mercado.



  2. Priorize sempre o tipo de organização que você almeja, os desafios que pode representar em termos de crescimento e as suas metas profissionais. Deixe a remuneração como algo secundário. Afinal, se você estiver satisfeita com a empresa e com suas atividades nela, não vai ser difícil chegar à remuneração pretendida.



  3. Diante do entrevistador, procure sempre fazer com que ele fale qual é o salário que a empresa pretende pagar. Não mencione, de início, nada sobre benefícios.



  4. Se a empresa não quiser “abrir” a faixa salarial, então diga apenas que você deseja ganhar algo próximo da média de mercado, e que está disposta a correr riscos, participar de remuneração variável. Que você é flexível e que o importante são os desafios, o futuro.



  5. Caso o entrevistador insista, então diga o quanto você está ou estava ganhando na outra empresa e qual o horizonte atual que vislumbra.



  6. Em suma, se a organização em pauta for muito interessante, não deixe que uma negociação salarial atrapalhe.