IFS apresenta nova versão do Applications

0
3



A IFS lança para os mercados brasileiro e latino-americano a nova versão do Applications 7. A especialização em verticais e a estrutura componentizada do sistema são as principais estratégias da companhia para competir globalmente com a solução de gestão empresarial.


No setor fiscal, o IFS Applications apresenta novidades. O software passa a contemplar um sistema de validação de arquivo que está sendo utilizado nas obrigações legais que incidem no Ato Cotepe 70/05, além de estar preparado para atender à demanda de funcionalidades para a execução da Nota Fiscal Eletrônica do Município de São Paulo. A estrutura de localização também prevê a geração da NF-e da Secretaria da Fazenda (Sefaz).


Em relação à evolução tecnológica, a versão 7 continua progredindo no conceito de componentização, que reduz os custos das operações e facilita upgrades, o que confirma a adequação do IFS Applications ao conceito de arquitetura orientada a serviços (SOA, na sigla inglês). Outra novidade do aplicativo é a funcionalidade para a gestão de contratos, que gerencia desde o orçamento até a geração do mesmo e a execução do projeto, informações que são integradas ao módulo financeiro.


Já em relação à manufatura, a nova versão contempla funções para o módulo de Supply Chain, trazendo o conceito de planejamento multi-site. Isso quer dizer que uma companhia pode planejar diversos sites simultaneamente com a flexibilidade de realizar compras e vendas centralizadas, além de produção e supply chain distribuídos na melhor opção logística e disponibilidade de cada filial. A solução ainda permite operar o sistema de acordo com o controle de unidade de medida, como fardo, granel e sacas, o que abre a perspectiva de uso do IFS Applications em movimentação de grãos e pescados sem a necessidade de conversões.


Em se tratando de gerenciamento ativo de serviços, que envolve frotas de trens, aviões, navios e ativos para o setor elétrico, além da gestão pós-venda e assistência técnica para as áreas de construção, máquinas e equipamentos, foram realizadas melhorias significativas no planejamento gráfico do recurso técnico, que traz o conceito de clicar e arrastar as pessoas às tarefas.


Outra inovação é a disponibilização de plataforma própria para operações de campo com equipamentos móveis. Neste modelo, a IFS mantém controle se o usuário está ou não conectado para gerenciar a atualização de todas as informações que foram inseridas de forma offline. Neste setor, outra melhoria é a profundidade com que o software trata as informações. Essa mudança ocorre graças à nova plataforma de monitoramento de equipamentos por meio do conceito de OEE (Overall Equipment Effectiveness), bem como a análise de disponibilidade de aeronaves e certificações de liberação do setor de aviação.