PanData cria centro de automação bancária

0
16



A PanData, empresa de soluções tecnológicas para bancos, seguradoras e financeiras, inaugura centro de automação bancária, reproduzindo os diferentes ambientes de auto-atendimento e retaguarda de processos bancários existentes no Brasil. A empresa está investindo cerca de R$ 400 mil em instalações, equipamentos e pessoal especializado para a operação da nova unidade.


Situado na Marginal do Rio Pinheiros, em São Paulo, e com um total de 107 colaboradores, o novo Centro PanData conta com estrutura para o desenvolvimento e testes de projetos piloto envolvendo desde o auto-atendimento por quiosques remotos até ambientes de correspondentes bancários, soluções de internet banking e auto-atendimento telefônico com o uso de URA. Dispõe também de um núcleo para o desenvolvimento de aplicações e a simulação de ambientes de mobile-banking, incluindo toda a área de software de interface e de retaguarda.


Como parte do investimento, a empresa adquiriu nove máquinas ATM de diferentes modelos, cobrindo todas as marcas empregadas no parque instalado dos bancos. A lista inclui os novos equipamentos com recursos de acessibilidade para pessoas com necessidades especiais, além de equipamentos adaptados para aplicações de ATMs móvel. Este tipo de aplicação, explica o presidente da PanData, Walter Franco Tarabay, é usado para a ativação de centrais temporárias de serviços bancários, como caixas situados em exposições, estádios ou grandes concentrações de público. O centro conta com parcerias estratégicas com players da indústria de TI e automação bancária, como IBM, Unisys, Fujytsu, Diebold, NCR, Perto, Itautec e Microsoft, entre outros.


Ainda de acordo com Tarabay outra atividade do laboratório será a simulação de ambientes de atendimento no conceito de CRM one-to-ne. “Com a integração de sistemas de identificação biométrica, por exemplo, associados a tecnologias de ´mining´ de informações de retaguarda, a PanData ajudará as instituições a oferecer ao cliente uma experiência de atendimento particular, mesmo quando confrontado com a tela de uma ATM ou com a instrução de uma URA”, assinala o executivo.