Programas de fidelização estimulam consumo

Estudo mostra que 68% dos brasileiros estão dispostos a gastar mais

0
20
Lucas Palombo
Lucas Palombo

A transformação digital elevou o nível de exigência dos consumidores brasileiros. Mais do que promoções e praticidade, eles querem ser recompensados por sua fidelidade e, para isso, estão dispostos a gastar mais no varejo. É o que mostrou a Consumer Scan 2020 Brazil, pesquisa sobre hábitos e preferências dos consumidores feita em parceria entre a Kantar e a BrandLoyalty. De acordo com o levantamento, 85% dos consumidores disseram esperar ser recompensados por sua fidelidade com vantagens que vão além de descontos e 68% disseram que gastariam mais se existissem programas de fidelidade nos estabelecimentos que frequentam. O estudo ouviu 1.597 consumidores das cinco regiões do país.

“Com o consumo cada vez mais dinâmico e digital, há uma competição muito grande para prender a atenção dos consumidores. Não basta apenas ter um site, bom atendimento e ofertas semanais, os consumidores querem ser reconhecidos pelo relacionamento que tem com a marca”, comenta Lucas Palombo, CEO da BrandLoyalty no Brasil. Neste sentido, o estudo revelou que 85% dos consumidores do varejo alimentar do Brasil conhecem campanhas de fidelização de colecionáveis e afirmam que, em sua maioria, estariam dispostos a concentrar suas compras por estarem motivados a participar. “Ter as campanhas de colecionáveis como um diferencial neste momento pode ser um fator decisivo na retenção dos clientes e engajamento de novos consumidores, alcançando ambas as metas emocionais e transacionais, enquanto se cria momentos inesquecíveis em suas lojas”, explica.

Mudança de percepção
Na hora escolher um varejista, os brasileiros levam em consideração o preço, promoções e a variedade produtos. Com a pandemia do coronavírus, no entanto, questões como segurança e saúde também passaram a ter um papel importante no momento de decisão de compra: 95% dos brasileiros querem incentivar seus filhos a se alimentarem de forma mais saudável, além de manterem os valores já conhecidos como educação, confiabilidade e tempo em família. Além disso, com a ampliação do debate ambiental, 87% dos entrevistados gostariam que os supermercados contribuíssem por um consumo mais sustentável, com alternativas para reduzir desperdícios.

Um dos desafios para os varejistas será como remodelar sua posição atual de marca para se tornar parte integrante na percepção de comunidade. Segundo Lucas Palombo, com mais pessoas consumido de dentro das suas casas, por meio de aplicativos e sites de entrega, surge um novo desafio para o lojista. “Os consumidores não querem perder benefícios, o que eles querem é somar vantagens sempre que possível. Com a alta competitividade do digital, fidelizar o cliente fica ainda mais difícil”, explica. Na pesquisa da Kantar, quando questionados sobre campanhas de colecionáveis, 80% dos brasileiros disseram que gostariam de continuar participando das campanhas por meio do uso de aplicativos, sem a necessidade de interações físicas nas lojas.

Entre os prêmios que os brasileiros preferem ganhar, a empresa de fidelização constatou que os instrumentos de cozinha são os favoritos, com 69% de preferência, seguido por aparelhos de jantar 61%, talheres e jogo de taças (56%) e toalhas, utensílios de churrasco e jogo de facas com 52%. Ainda de acordo com os dados da pesquisa, o que mais leva os consumidores a participarem das promoções são em primeiro lugar os prêmios, depois a praticidade e a loja de preferência. Já o que mais repele os clientes é a falta de programas de vantagem em alguma loja específica, o tempo que demora para juntar os itens de troca, como os selinhos, e quando o programa não está disponível na sua região.