Setor de cartões mantém crescimento

0
1



A Abecs – Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços divulgou as estimativas do setor de meios eletrônicos de pagamento em 2011, referentes aos meses de janeiro, fevereiro e março. Os números indicam uma continuidade no crescimento verificado no final do ano passado. Os dados estimados apontam para uma elevação de 18% no faturamento total e 16% no número de transações em relação ao primeiro trimestre de 2010, que já foi um ano de forte alta. Ao observar os números segundo modalidades de pagamento, nota-se um acréscimo de 20% no faturamento com débito, 18% no crédito e 16% em rede/loja nos três primeiros meses de 2011 em comparação com o mesmo período do ano passado.

 

Em relação aos números de 2010, o setor de meios eletrônicos de pagamento terminou o ano com crescimento acima do que era previsto. O mercado apresentou 22% de aumento em faturamento em relação a 2009, posicionando os cartões como importante meio de pagamento e fornecedores de crédito à população. O faturamento foi de R$ 541,9 bilhões, sendo R$ 313,7 bilhões dos cartões de crédito, R$ 159,6 bilhões dos cartões de débito e R$ 68,5 bilhões dos cartões de rede/loja. A quantidade de transações com cartão cresceram em uma média de 16% em relação a 2009.

 

A modalidade cartão de crédito cresce em ritmo elevado, respondendo por uma participação de 58% do total faturado pelo setor em 2010. O cartão de débito também apresentou crescimento acima da média, finalizando o ano com participação de quase 29% da Indústria, enquanto os cartões private label responderam por 13%.

 

Principal vantagem percebida pelos portadores dos cartões de crédito, o parcelamento, manteve-se em crescimento no ano de 2010, alcançando 49% de participação no total faturado com cartão de crédito. O ticket médio dessa modalidade de compra é três vezes maior do que o das compras da modalidade à vista, indicando uma preferência do portador pelo parcelado quando há a necessidade de compras de alto valor.