Soluções inteligentes de pagamento avançam na AL

0
1
De acordo com a Visa International Região da América Latina e Caribe (Visa LAC), as soluções inteligentes de pagamento estão evoluindo devido à padronização, adoção e migração. Durante o evento GlobalPlatform e Smart Card Alliance, realizado nos dias 08 e 09 de maio, no México, a convergência e a tecnologia contactless (sem contato) foram identificadas como uma das tendências mais relevantes nesse segmento.
“As soluções inteligentes de pagamento estão evoluindo da mesma forma como aconteceu com os microcomputadores, migrando das soluções básicas de pagamento para diversas soluções de pagamento que vão desde o contactless à autenticação com senha dinâmica, que seguem as plataformas e os padrões globais”, disse Diego Rodríguez, vice-presidente de Smart Card Solutions, da Visa LAC. “Esses avanços em tecnologia e inovação abrem oportunidades a novos segmentos de consumidores e permitirão aos bancos expandir sua carteira de produtos e serviços”, finalizou o executivo.
Até dezembro do ano passado foram emitidos mais de 21,4 milhões de cartões inteligentes com tecnologia EMV. Desde dezembro de 2003 até dezembro de 2006, registrou-se um aumento médio anual de 129%. Atualmente, 20% de todos os cartões de crédito Visa na região possuem chip, os quais contam com mais de 1 milhão de pontos de aceitação para essa plataforma, o que indica um crescimento na demanda por parte do consumidores. Os cartões inteligentes contam com um microcircuito que fornece flexibilidade para oferecer múltiplas aplicações, com mais segurança e proteção contra a fraude. Os cartões contactless também são plásticos inteligentes, mas com uma antena que permite a comunicação com um terminal ou leitora, utilizando radiofreqüência.
Como parte de seus esforços para expandir o uso dos pagamentos inteligentes contactless na região, em dezembro de 2006, a Visa LAC lançou um programa piloto Visa payWave na Guatemala em parceria com a Visanet desse país e instituições financeiras locais como Banco Cuscatalán, Banco Industrial e Banco Uno e disponibilizou 100 terminais de ponto-de-venda em redes de fast food e cinemas.