O canal para quem respira cliente.

SumUp ajuda clientes trans a retificar nomes

Vanessa Martins, gerente de criação da SumUp e uma das idealizadoras da ação

Na ação realizada em parceria com a ONG Casa Neon Cunha, fintech dará orientações a microempreendedores interessados na retificação de nome e gênero e custeará as despesas do processo

A retificação do nome de pessoas trans é um direito. Desde 2018, por conta de decisão do Supremo Tribunal Federal, não é mais necessário entrar na Justiça e nem fazer cirurgia de redesignação sexual para fazer a mudança. No entanto, o processo ainda pode ser difícil: desinformação, burocracia e custos fazem com que muitas pessoas desistam de ter no documento o nome que realmente as identifica. Para ajudar a mudar essa situação, a SumUp criou a ação “Meu nome, meu orgulho”, que ajudará microempreendedores trans a retificar seus nomes. Em parceria com a ONG Casa Neon Cunha, que presta serviços de acolhimento a pessoas LGBTQIA+, a fintech dará orientações aos clientes interessados em fazer a mudança e custeará as despesas do processo.

“Nome é identidade. É parte de quem nós somos e carrega toda a história que construímos no mundo. É um motivo de orgulho, tanto que vemos muitos empreendedores batizando suas empresas com seus nomes. No entanto, esse sentimento de orgulho pode estar incompleto em pessoas trans que não fizeram a retificação do nome. Por isso, decidimos criar essa campanha”, diz Vanessa Martins, gerente de criação da SumUp e uma das idealizadoras da ação. Outro motivo que levou à criação do projeto é o apoio da SumUp aos colaboradores trans: a empresa custeia, desde 2021, a retificação dos seus nomes. Além disso, desde o início deste ano oferece um auxílio mensal para as pessoas trans que fazem terapia hormonal. “Agora, vamos levar essa iniciativa para além do escritório, para as pessoas que estão com a SumUp lá fora: nossos clientes”, afirma Vanessa.

A campanha durará todo o mês de junho. Todos que aderirem serão orientados pela equipe especializada da ONG Casa Neon Cunha, que tirará dúvidas sobre o processo, auxiliará na organização e na captação dos documentos necessários e dará dicas sobre os melhores e mais acessíveis cartórios para solicitar a mudança de nome. Por fim, a SumUp realizará o pagamento dos custos do processo ao cliente, por meio da ONG. “Além disso, para cada mudança realizada para um microempreendedor, vamos doar o valor de outra retificação para a Neon Cunha”, diz Vanessa.

“Proporcionar esse processo para pessoas trans é uma questão de comprometimento e respeito com todos. Iniciativas como essas por parte das empresas fazem com que as pessoas acreditem na possibilidade da inclusão plena e sintam-se acolhidas.” diz Paulo Araújo, representante da ONG Neon Cunha.Os clientes da SumUp interessados em retificar seus nomes podem entrar em contato com a empresa por meio da página da campanha. Para mostrar a importância da diversidade e do respeito a pessoas trans — e a todas as pessoas LGBTQIA+ — a SumUp começou a postar conteúdos relacionados à campanha “Meu nome, meu orgulho” em seus canais digitais. Confira o primeiro vídeo da ação neste link.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima