Tecnologicamente falando

0
2



Autor: Celso Poderoso

 

Mais um ano vai e outro ano vem. E a tecnologia não para… Algumas das mais importantes evoluções tecnológicas ainda estão amadurecendo e, em breve, farão parte da vida de cada um de nós.

 

Touch Screen: a evolução para tecnologias mais amigáveis de comunicação e interação com o computador ganhou novo impulso. Com a carona do iPhone, lançado em 2007, diversos fabricantes implementaram melhorias na tecnologia, que inclui desde mesas sensíveis ao toque e que servirão como verdadeiras telas de computador, até a percepção por parte do personal computer dos movimentos realizados à distância pelos usuários. Em 2009 esta tecnologia promete revolucionar a forma como nos comunicamos com os computadores, fazendo com que a experiência computacional seja muito mais fácil e dinâmica.

 

Armazenamento: as memórias flash aumentaram (e muito) o poder de armazenamento de dados. Contudo ainda é uma memória relativamente lenta para grandes volumes de arquivos. Por outro lado, houve uma diminuição grande no custo de armazenamento dos HDs convencionais. Novas tecnologias estão surgindo e, em 2008, surgiu uma memória chamada “phase-change”, baseada na modificação da estrutura de materiais que deve ser lançada comercialmente em 2009. Isso sem contar as novas memórias baseadas em nanotecnologia. É esperar para ver.

 

Microprocessadores: aumentar o poder de processamento e diminuir o consumo de energia tem sido a tônica das pesquisas relacionadas aos microprocessadores. Chegando muito perto do limite possível de processamento, agora a palavra de ordem é fazer com que os produtos sejam mais eficientes do ponto de vista do consumo de energia. Os engenheiros se debruçam em aspectos de projeto mais consistentes e no aumento da quantidade de núcleos de processamento.

 

Wireless: a tecnologia fica cada vez mais robusta. Novas técnicas de roteamento prometem um aumento na capacidade de transmissão de dados. Algumas das tecnologias que foram lançadas em 2008 permitiram a utilização de um espectro não utilizado de banda que permite lançar até 10 gigabits de dados por segundo a mais. Os lançamentos comerciais das TVs digitais iniciam um processo que, se seguir o que tem acontecido no exterior, permitirá aumentar a participação e utilização deste tipo de rede.

 

Mobilidade: 2008 foi o ano da mobilidade, especialmente para quem possui um smartphone. A Apple abriu a possibilidade de programação para o iPhone e permitiu que diversos desenvolvedores com boas idéias conseguissem entrar no mercado de sistemas simples para ganhar muito dinheiro. A Google lançou seu próprio sistema operacional para celular e também abriu um enorme mercado para desenvolvedores ganharem dinheiro. Em 2008 o Android já estava disponível em um smartphone.

 

Cloud Computing: No ano passado a evolução tecnológica das antigas Grids computacionais finalmente ganharam o mundo. Serviços especializados e com fornecedores de peso como Google e Microsoft fazem com que a computação nas nuvens comece a fazer parte do vocabulário das pessoas da área de TI. Com esta tecnologia, os netbooks (laptops muito simples, com teclado, tela e pouco poder de processamento, além do baixo custo) devem, também, conquistar um público mais fiel e crescente.

 

Celso Poderoso é diretor de relações internacionais e coordenador dos cursos de graduação tecnológica da Fiap.