Boa Vista e Equifax detalham fusão

0
5




A Boa Vista Serviços e a Equifax informaram ontem (1º de junho), em entrevista conjunta, detalhes sobre a operação de fusão das duas empresas, anunciada no dia anterior. A empresa resultante, que prossegue operando sob a marca Boa Vista, alcança cerca de 40% de participação no mercado de birô de crédito e gestão de informações comerciais, a partir da união de operações complementares – a Boa Vista Serviços tem o mais completo portfólio e informações sobre consumidores, e a Equifax atuava com mais ênfase em informações sobre empresas.


A participação majoritária da empresa continua sendo da Associação Comercial de São Paulo (59,5%); seguidos de cerca 21% de participação do acionista gestor, o fundo de participações brasileiro TMG Capital; de 4,5% entre três outras entidades (Associação Comercial do Paraná, Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro e Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre); e 15% da própria Equifax Inc. Segundo estimativa inicial, a nova empresa tem valor entre R$ 1,5 e R$ 2 bilhões.


O presidente da Associação Comercial de São Paulo, Rogério Amato, afirmou, durante a coletiva, que o negócio representa um marco para as duas empresas. “A partir de agora, com a união entre a Boa Vista Serviços e a Equifax, passamos para um novo patamar. Essa operação representa uma nova etapa de nosso trabalho”, disse Amato. “A operação conta com o apoio de Associações Comerciais de vários pontos do país, que compreenderam a importância da transação e juntaram esforços para que o resultado das conversações fosse positivo”.


Por sua vez, o presidente da Boa Vista Serviços, Dorival Dourado, informou que a fusão da empresa com a operação brasileira da Equifax formou uma companhia preparada para as novas demandas e desafios do crescente mercado de crédito do Brasil. “Agora, com nossa união de forças, passamos a ter condições de atender, de forma ainda mais eficiente, os nossos clientes, que ganham uma nova alternativa, na forma de uma companhia ainda mais forte e voltada para o crescimento”, declarou.

 
O presidente da Equifax, Paulino Barros, também presente ao encontro, lembrou que a fusão reforça a importância do Brasil na estratégia global da companhia: “Temos interesse em aumentar nossa fatia no mercado brasileira. A participação na Boa Vista Serviços é um passo importante nessa direção”.
Dourado, informou que as duas companhias contam com aproximadamente 900 profissionais em seus quadros, e que todos passam, a partir de agora, a fazer parte de uma mesma equipe “que está no mercado para vencer e para crescer, baseado na excelência operacional, na inovação, no empreendedorismo e no trabalho colaborativo, utilizando o capital intelectual gerado pela empresa”.