Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Atento implementa canal de apoio psicossocial

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Ana Marcia Lopes, vice-presidente de RH e Responsabilidade Social da Atento no Brasil

Programa oferece atendimento especializado a pessoas em situação de violência doméstica, familiar ou contra a mulher

A Atento anunciou que, com objetivo de ampliar o acolhimento e a promoção de bem-estar aos seus colaboradores, criou um canal de apoio psicossocial a pessoas em situação de violência doméstica, familiar ou contra a mulher. Batizado de Dona Lila, o canal on-line funciona 24/7 por meio do programa Atento Social, que presta atendimento psicossocial individualizado realizado por assistentes sociais e psicólogas, com total confidencialidade e sigilo ao longo de todo o processo.

“Para nós da Atento, um dos papéis das empresas é ajudar a transformar a sociedade. Por isso, trabalhamos constantemente pela equidade, bem-estar e saúde de nossas pessoas. Neste contexto, por exemplo, quase 70% da companhia são mulheres às quais buscamos empoderar com programas de conscientização para toda a empresa”, ressaltou Ana Marcia Lopes, vice-presidente de Pessoas e Responsabilidade Social da Atento no Brasil.

Para um atendimento mais humano, foi criado um avatar para o Dona Lila, representando uma senhora de 64 anos quem segundo a executiva, “reflete a essência da mulher brasileira e colaboradora do Grupo Atento: estilosa, bem resolvida, carismática, empoderada e disruptiva. Desde o início, a ideia era trazer uma figura com experiência e vivência, com objetivo de influenciar as pessoas de forma positiva”.

De acordo com Ana Marcia, o canal é aberto para que todas as pessoas possam compartilhar seus problemas. “Acreditamos que o espaço auxilia na conscientização e traz para discussão questões tão importantes e que acometem a sociedade diariamente”. Desde 2018, a Atento trabalha com campanhas de esclarecimento e orientação ao combate à violência com cartilhas que possibilitam um melhor entendimento do tema e orientações de acesso aos serviços públicos de atendimento a vítimas de violência doméstica, familiar e contra a mulher.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima