Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Robbu firma parceria com Nuvemshop de olho nas PMEs

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Diogo Martos, diretor de estratégia de qualidade da Robbu

Tecnologia ajudará o segmento de pequenas e médias empresas na estratégia de comunicação semelhante à de grandes varejistas

A Robbu, especializada em soluções de atendimento digital omnichannel, anunciou a formalização de parceria com a Nuvemshop, visando disponibilizar atendimento automatizado com uso de inteligência artificial aos pequenos e médios empreendedores do país. “A solução, que migra o formato tradicional do e-commerce para o novo conceito de atendimento conectado às plataformas sociais, amplia as oportunidades de negócios dos pequenos e médios empreendedores ao garantir melhorias na experiência de compra e comunicação de seus clientes”, explicou Diogo Martos, diretor de estratégia de qualidade da Robbu.

Ao justificar a parceria, o executivo cita pesquisa recente do Sebrae, segundo a qual investir em inovação e na melhoria do atendimento aos seus clientes são as grandes prioridades para as PMEs. Dados apontando que 97% dos pequenos negócios realizaram, ao menos, uma inovação em seus negócios durante o ano de 2021. “O mesmo estudo indica que, das mudanças mais implantadas, em primeiro lugar estão ações para melhoria do atendimento, com 86% dos votos. Outro levantamento do Sebrae, em parceria com a Receita Federal, mostra que os pequenos negócios tiveram uma retomada econômica significativa. O estudo revela que 8 a cada 10 novas empresas abertas no país foram de microempreendedores individuais (MEI), resultando em 3,9 milhões de novas MEIs”. 

Na avaliação do diretor, os pequenos e médios empreendedores que querem crescer e se posicionar estrategicamente no mercado precisam ter vantagens competitivas que os diferenciem da concorrência. Para isso, no seu entendimento, a estratégia é garantir uma experiência completa ao cliente, o que inclui dispor de facilidades para que o consumidor se relacione com a marca de forma simples e assertiva em qualquer canal.

“Quando um pequeno empresário opta por oferecer atendimento automatizado em seu negócio, o que acontece é a profissionalização do e-commerce, porque ele uniformiza a qualidade do contato com o cliente em todas as plataformas disponíveis, proporcionando uma troca segura, ágil, direcionada e de alta qualidade. Outra vantagem desse canal de atendimento é proporcionar liberdade e autonomia ao usuário, já que, em um único canal, ele pode pesquisar produtos, consultar preços, receber notificações de compras, abandono de carrinho, dentre outros”, detalha Matos.

Já de acordo com dados da Nuvemshop, o faturamento das PMEs online cresceu 23% no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2021, com o total de vendas alcançando R$ 573,2 milhões. “Mesmo com a volta do varejo presencial, ainda observamos o crescimento do e-commerce no Brasil e acreditamos que a tendência é que as empresas sejam cada vez mais ‘figital’, unindo os universos físico e digital. Com as mudanças nos hábitos de compras, os consumidores buscam cada vez mais atendimento qualificado e personalizado, não apenas no sites, mas em todas as plataformas em que a marca está”, explica Luiz Natal, especialista em e-commerce e gerente de desenvolvimento de plataforma da Nuvemshop.

Como funciona
Para adquirir o serviço, o empresário pode acessar a loja de aplicativos da Nuvemshop e garantir um chatbot completo que envia notificações de compra por WhatsApp para as vendas realizadas, automatiza o atendimento e disponibiliza todos os produtos do c-commerce em canais como WhatsApp, Instagram Direct, Facebook Messenger e Telegram.

A meta da parceria para os próximos meses é ampliar em 25% a carteira de clientes PMEs, que podem adquirir a solução da Robbu, via integração com a Nuvemshop, por um valor 60% mais em conta que o preço tradicional praticado por outras plataformas de e-commerce. “Nosso objetivo é ampliar o alcance dessas empresas e fazê-las concorrer com mais igualdade em comparação com os nomes já bem posicionados no mercado”, conclui Martos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima