Sercomtel anuncia venda de empresas associadas

0
0

A Sercomtel, empresa de telefonia pública de Londrina, anunciou dia 21 de outubro, à tarde a possibilidade de vender suas empresas coligadas ou buscar parceiros para viabilizar os negócios. As associadas são a ASK!, empresa de call center com atuação em Londrina e Curitiba, e duas unidades da Adatel, empresa de TV a cabo, localizadas em Osasco (SP) e São José (SC). Juntas, as empresas acumulam uma dívida de R$ 45 milhões. ´´Estamos comprometendo o lucro do grupo com essas empresas e precisamos de ações rápidas´´, disse o presidente da Sercomtel, João Rezende. De janeiro a agosto deste ano, o grupo teve um faturamento de R$ 4,2 milhões. As empresas coligadas somaram um prejuízo de R$ 4,1 milhões. Do grupo Sercomtel fazem parte as empresas de telefonia fixa, de telefonia celular, de internet e a SMTV, empresa de TV a cabo de Maringá. Segundo Rezende, a SMTV também precisa de ações estratégicas, pois não está tendo lucros.
Como explicou Rezende, os acionistas, não tiveram recursos financeiros para integralizar e capitalizar as empresas e com isso elas tiveram prejuízos. A dívida também foi acumulada devido aos empréstimos para a aquisição de equipamentos. ´´Pretendemos agora encontrar parceiros que tenham interesse em investir nessas áreas´´, informou. O acordo de acionistas com a ASK! foi feito em abril de 2000 e o acordo com a Adatel foi realizado em setembro do mesmo ano. ´´Foi uma poça feita lá atrás. Não teve um plano de viabilidade de negócios´´, lamentou Rezende. ´´Havia uma expectativa tecnológica em relação a essas empresas, que não vingou´´, reforçou. A Kohlbach, localizada em Santa Catarina, sócia majoritária das empresas coligadas à Sercomtel, bem como as outras empresas associadas na Adatel e na ASK, que não cumpriram com suas obrigações na sociedade, já foram acionadas pela Justiça. Elas estão respondendo por crime de descumprimento das normas de integralização.
Rezende acredita que vai ser muito mais fácil negociar a ASK!. As possibilidades de parcerias são bem maiores, pois muitos grupos de São Paulo estão buscando o mercado de call center em Londrina. Sem contar, como disse ele, que a cidade é um pólo de mão-de-obra nessa área. ´´As empresas de TV a cabo serão mais difíceis de serem negociadas, principalmente por causa da dívida que totaliza R$ 37 milhões´´, resumiu. Ele descarta totalmente a possibilidade de simplesmente fechar as empresas, pois a dívida ficaria para a Sercomtel, a única a contar com um patrimônio. A intenção é fechar os primeiros negócios com a ASK! no primeiro semestre de 2004. ´´Temos muita pressa´´, afirmou. Rezende apontou ainda que a Sercomtel precisa canalizar seus investimentos para as empresas de telefonia fixa e celular, pois no próximo ano terão como concorrentes a BrasilTelecom e a Embratel (telefonia fixa) e a Tim Sul (telefonia celular).
Fonte: Folha de Londrina (PR) – 22/10/03
Jornalista: Erika Zanon