Telefonia IP: muito além do VoIP

0
1



Autor: Sergio Henrique Meireles

 

Visualize um cenário em que os colaboradores de uma empresa possam levar o ramal do telefone corporativo em seus smartphones pessoais podendo falar, via 3G, sem utilizar a linha celular. Imagine também ser convocado para uma reunião justamente em um horário que você não possa se deslocar, mas, que mesmo assim você consiga ver, falar e colaborar documentos com os demais participantes via videoconferência em um tablet. Todas estas funcionalidades trariam redução de custos e aumento de produtividade às empresas, mas será que já temos esta tecnologia disponível? A resposta é sim. Atualmente, tudo isso é possível, pois nossa tecnologia já evoluiu o suficiente para atender a estas demandas.

 

Estamos iniciando uma nova década, a de 2011 a 2020 e assistimos empresas de tecnologia lançando produtos inusitados, enquanto operadoras de telecom prometem custo fixo, liberdade total em ligações telefônicas e tráfego de dados sem limite. A convergência é uma realidade inexorável. Agora precisamos de dedos mais longos e ágeis, tudo tende a ser touch. Texto, voz, imagem, localizadores e etc., integram smart TVs e automóveis incorporam os recursos de text to speech. Essa crescente do mundo VoIP, entre outras aplicações do unified massaging já trouxe alguns movimentos de mercado, como a compra do  Skype pela Microsoft. Outro é a compra da Motorola Mobility pelo Google.

 

A convergência destas tecnologias representa maior conforto para o usuário, porém uma coisa muito importante que não podemos deixar de compreender é que Skype, Google Talk, MSN ou Facebook, ou mesmo o smartphone possuem um sistema operacional, com aplicativos diversos e que se comunicam com outros dispositivos, e principalmente, carregam informações particulares potencialmente valiosas. Diante disto, o recomendado é que empresas não utilizem estas ferramentas “grátis” indiscriminadamente, para não expor suas ações e estratégias.

 

O ideal é investir em telefonia IP, videoconferência e demais aplicações. Hoje é possível aproveitar seu parque instalado de telecomunicações, introduzindo alguns elementos na rede que transformarão sua topologia para telefonia IP, com custos de investimento rapidamente retornáveis pela redução de custos que proporcionam. Os produtos VoIP podem ser locados a preços que variam no mercado entre 3% a 7% do valor global de venda, dependendo do período contratado.

 

O conceito de virtualização de aplicações também já é uma realidade. É possível colocar nos servidores das empresas aplicações como ramal em celulares, por exemplo, sem introduzir nenhum hardware, em muitos casos. Muitas vezes basta um simples gateway entre seu PABX e a Internet para que sua empresa possa se comunicar com ramais e PABX remotos ou celulares e tablets 3G sem custo adicional, além do que já é pago pelo link de internet.

 

Essas são algumas ferramentas para serem utilizadas na busca do aumento de produtividade que o conceito de unified messaging pode trazer; interessante, não? Mais feliz ainda ficará seu diretor financeiro quando perceber que não precisará aumentar seu plano de pacotes de minutos, na verdade poderá reduzi-lo, pois precisará apenas que o departamento de TI encomende um projeto de otimização de recursos.

 

Sergio Henrique Meireles é consultor da Seal Telecom.