Você está no lugar certo?

0
15
Autor: Sílvio Celestino
Quando o funcionário não pensa sobre quais são seus verdadeiros valores para o trabalho e a vida acaba por aceitar um emprego em companhias que não têm nada a ver com ele. Sente-se mal e estressado todos os dias. É uma grande perda de energia. Isso ocorre porque o indivíduo acredita que poderá ser bem-sucedido em uma oportunidade de trabalho, mesmo que os valores e crenças da empresa sejam diferentes dos seus.
Infelizmente, isso não é possível, e a tendência é ele sair, ser demitido ou passar por um estresse muito intenso, capaz até mesmo de acarretar alguma doença. Acontece que a própria empresa não investirá em alguém cujos valores são diferentes dos seus.
Por isso, é tão importante que o funcionário reflita sobre quais são seus valores e, em um nível mais profundo, suas crenças. Valores são fundamentos que utilizamos para nossas ações, principalmente nos momentos de decisões que envolvam a ética. Portanto, integridade, honestidade e justiça são exemplos de valores.
Entretanto, a crença a respeito de justiça para uma pessoa pode ser “justiça significa oportunidades iguais para todos”, enquanto, para outra, justiça significa “oportunidades maiores para quem produz mais”. Portanto, podemos ter valores iguais e crenças diferentes.
Se essas diferenças ocorrem em relação à empresa em que trabalha, você provavelmente terá de pensar em procurar emprego em outro lugar. Isso porque a própria companhia perceberá que você não está alinhado com ela e reduzirá suas oportunidades. Com o passar do tempo, sua carreira ficará estagnada. Isso significa perda de tempo e de renda.
Para escolher bem a empresa onde trabalhar, procure conhecer o comportamento dos líderes em relação ao que eles dizem. Afinal, um valor não pode ser somente uma exortação, um incentivo a todos para que o pratiquem, mas um exemplo, fomentado principalmente pelos líderes. É terrível trabalhar em uma empresa onde os gerentes somente falam sobre valores elevados, mas não os praticam.
O sucesso duradouro depende do seu investimento em uma companhia por muitos anos. Você não conseguirá fazer isso, se não vir seus valores refletidos nela. Portanto, pense com cuidado a respeito deles e escolha bem onde trabalhar. Seu plano de carreira deve ser gerido por você mesmo, não pela empresa. E, como gestor dele, você nunca deve abrir mão de seus valores e suas crenças.
Vamos em frente!
Sílvio Celestino é sócio-fundador da Alliance Coaching e autor do livro “Conversa de Elevador – Uma Fórmula de Sucesso para sua Carreira”.