O canal para quem respira cliente.

De olho no cliente

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Ser uma empresa voltada para a cultura de cliente exige que as áreas estejam sempre atentas aos seus consumidores, à forma como se comporta, quais são suas demandas, desejos e valores. Só tendo essas informações em vista é possível reestruturar seus processos para priorizar seu público. “Acreditamos que  implementar uma cultura de escolhas aumenta o nível de engajamento dos nossos Yousers, ou seja, há uma maior assertividade nas contratações e o turn over diminui. Tudo isso faz com que a empresa tenha melhor fluidez no trabalho”, comenta Wilson Lima, Head de RH da Youse. 
Manter o foco no cliente é um grande desafio para os gestores, que precisam sempre capacitar suas equipes para trabalharem com tal objetivo. “A Youse tem uma forma interessante de comunicação, além dos meios convencionais usados, como workplace para falarmos sobre a cultura Youse, também fazemos encontros mensais para falar sobre as metas e projetos que pretendemos realizar, tudo isso em conjunto. Outra prática é ter o acompanhamento  de coaches que fazem toda a gestão interna das equipes, com feedbacks sobre o clima da empresa e, por fim, a política de portas abertas é real aqui na Youse, todos podem trazer ideias e sugestões para melhoria de processos, já que somos uma empresa DataDriven”, revela o executivo. 
Lima finaliza exaltando a importância de manter uma coerência do que está nos valores da empresa e o que ela coloca em prática, garantindo que o cliente nota e não perdoa essas contradições. “O consumidor está cada vez mais atento e mais exigente quando o assunto são valores e se a empresa não age de acordo com seus valores, o cliente de certa forma vai deixar de escolher por ela quando tiver oportunidade.” 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De olho no cliente

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
O cliente mudou e, hoje, ele quer que a empresa ofereça experiências e não só produtos. Além disso, principalmente com o advento das redes sociais, o relacionamento estreitou, aumentando as cobranças. Pensando nesse universo, a Fiat criou um novo programa de relacionamento, Fiat Club, feito tanto para quem tem um carro da marca quanto para quem é “apenas” fã. “Fizemos uma análise sobre o nosso cliente. Com isso, decidimos voltar toda a nossa atenção para ele e não para o produto. Então, mudamos o clube”, explica Patrícia Pessoa, gerente de marketing de relacionamento e mídias sociais da Fiat, à ClienteSA.
Mudou, pois, em 2008, a empresa criou o L´Único, uma ação de relacionamento voltada apenas para as pessoas que comprassem os modelos mais completos da marca. Nesse novo programa, todos – donos de um novo carro, um seminovo ou mesmo quem não tem um carro – podem usufruir dos benefícios. Os usuários do programa acumulam pontos à medida que se relacionam com a Fiat. Sempre que um consumidor comprar um novo modelo, utilizar serviços credenciados ou obter um cartão Fiat Itaucard irá pontuar no clube. As interações nas redes sociais da empresa também ajudarão na aquisição de pontos. “O L’Único não deixou de existir, é o nível máximo do programa. Porém, agora todos podem fazer parte do clube”, diz Patrícia.
E por meio da pontuação, os usuários do Fiat Club serão ranqueados em cinco categorias. Quanto mais pontos, mais alta será a categoria do usuário e mais benefícios ele terá. Entre os principais benefícios estão serviços para o carro, participação em eventos, shows e espetáculos, além de descontos em cinemas e viagens.
O grande objetivo desse novo clube é trazer o cliente para perto e, com essa proximidade, atrair novos consumidores da marca. “O cliente é cada vez mais digital. A intenção é ficar mais próximo das pessoas. E a gente tem uma base muito forte de clientes. De outro lado, também cativar àquele que não é cliente, mostrando que temos uma relação próxima. Queremos responder ao anseio desse cliente mais digital, que quer ser mais reconhecido”, garante Patrícia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima