Informações corporativas são mal armazenadas

0
7


Os gerentes gastam mais do que um quarto de tempo na busca por informações necessárias para o trabalho, e quando as encontram, 50% destes dados estão incorretos e não tem nenhum valor. Esta é a principal conclusão de pesquisa realizada com mais de mil profissionais norte-americanos e ingleses que atuam em grandes organizações, consultados pela Accenture – empresa global de consultoria de gestão, tecnologia e outsourcing.

Os entrevistados foram selecionados atuam nas áreas de serviço ao cliente, finanças e contabilidade, recursos humanos, tecnologia da informação, vendas e marketing. E os resultados revelaram que quase todos os consultados estão frustrados com o gerenciamento da informação: somente a metade do total acredita que suas empresas fazem um bom trabalho de gestão e distribuição de dados.

O levantamento indicou ainda que 59% dos gerentes perdem informações valiosas quase todos os dias, como conseqüência da pobre distribuição de informação. Ao menos uma vez por semana, 42% dos entrevistados usam acidentalmente informações incorretas e 53% afirmam que menos da metade da informação que recebem é útil.

Além disso, 45% afirmaram que recolher informação sobre as outras áreas da empresa é um grande desafio, ao passo que apenas 31% confirmaram as dificuldades em obter informações sobre os concorrentes. Um outro fator, apontado por 57% dos gerentes, é a necessidade de se valer de fontes numerosas para compilar as informações que precisam para suas atividades.

Por outro lado, a Accenture verificou um dado curioso, que vai de encontro com o ponto de vista dos gerentes sobre a questão do gerenciamento de informações: apenas 16% destes profissionais guardam dados importantes em locais de acesso mútuo, como a Intranet. Tal fato decorre do hábito dos gerentes em salvar arquivos em suas próprias máquinas ou em suas contas pessoais de e-mail.