O que é mais relevante na logística do e-commerce?

Levantamento revela que opções de escolha, previsibilidade e prazos são os grandes diferenciais

0
26
Bruno Tortorello, CEO da Jadlog
Bruno Tortorello, CEO da Jadlog

A Jadlog realizou, junto com a plataforma E-commerce Brasil, o estudo “A importância logística no comércio online”, cujo objetivo foi identificar quais os fatores da logística são considerados mais relevantes para os varejistas e embarcadores do comércio eletrônico. De acordo com o levantamento, aspectos como a possibilidade de oferecer opções diversificadas de entregas, poder prever o momento da entrega da encomenda e reduzir e cumprir os prazos são os atributos mais valorizados pelos varejistas e que devem estar no radar dos operadores logísticos.

Para 84,1% dos entrevistados, proporcionar diferentes opções de entrega é considerado um diferencial competitivo, enquanto para 85,4%, prever a entrega de uma encomenda é muito importante. Pensando apenas na qualidade das entregas, os prazos precisam ser melhorados para 45% deles, seguido de melhorias no rastreamento, aspecto importante na opinião de 31,7%, e da previsão de entrega, apontada por 19,5% dos participantes.

“A pesquisa reforçou a nossa percepção de que oferecer cada vez mais opções de entrega com qualidade, bem como interação, comunicação e transparência com os clientes, são os fatores mais valorizados na logística. E, também, os que realmente contribuem positivamente com a experiência do consumidor, fazendo com que este mantenha uma rotina de compras pela internet”, afirma o CEO da Jadlog, Bruno Tortorello.

Neste sentido, a empresa acabou de lançar o Predict, o serviço digital que informa o destinatário sobre o horário de entrega via SMS e e-mail, já no dia da entrega, com a janela de uma hora de variação até a chegada efetiva da encomenda. Segundo Tortorello, “a ferramenta, além de trazer previsibilidade e conveniência ao e-shopper, eleva o sucesso da primeira tentativa do delivery”.

Qualidade e abrangência nacional
Na opinião dos entrevistados, a principal vantagem para o consumidor no recebimento da sua encomenda é a qualidade da entrega (produto em perfeito estado), segundo 47,6% deles, seguido de rastreamento eficiente, aspecto relevante para 32,9% dos embarcadores. Em seguida, surge o aviso de entrega da encomenda, apontado por 13,4% deles, e contar com vários pontos de retirada, indicado por 6,1% dos entrevistados.

Sobre a tratativa com os embarcadores, as transportadoras devem priorizar as entregas com qualidade, na opinião de 34,1% dos entrevistados; ter preço competitivo, segundo 29,3% deles, e capacidade para enviar as encomendas para locais mais distantes, segundo 14,6% dos entrevistados.

Ainda de acordo com a pesquisa, as principais dúvidas dos embarcadores sobre a logística, considerando experiências recentes, referem-se ao atendimento da transportadora em todas as regiões do Brasil (56,1%), frete grátis (23,2%) e quais são as embalagens permitidas (12,2%). No geral, 72% avaliaram a jornada logística do negócio como boa, e 14,6% como ótima.

Sobre as formas mais frequentes de envio dos produtos, 31,7% afirmaram utilizar os Correios; 30,5%, as transportadoras privadas; 19,5%, os serviços de despacho do marketplace, e 18,3%, as plataformas online de gestão de frete. Quando perguntados se levavam em consideração as soluções verdes ou ecológicas na hora de escolher a transportadora, 43,9% responderam que levam esse aspecto muito em consideração, enquanto 35,4% levam um pouco, e 14,6% são indiferentes.

Por fim, a pesquisa revelou quais são as redes sociais mais consumidas pelos embarcadores na hora de buscar informações sobre as operadoras logísticas, e o Instagram foi a mais citada por 47,6%, seguida pelo Facebook (28%), Linkedin (24%), Youtube (22%) e Twitter (3,7%). Enquanto 29,3% dos participantes disseram que não usam redes sociais para este fim.