O canal para quem respira cliente.

Pedidos on-line com retirada em loja cresceram 139% na Black Friday

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

O omnichannel, modelo que combina digital e físico, foi o destaque desta última Black Friday durante toda a semana, e especialmente na própria sexta-feira (26). A modalidade conhecida como “pick up in store”, na qual o cliente faz o pedido on-line e retira presencialmente na loja, cresceu 139% no dia da Black Friday, em comparação com o mesmo período em 2020, segundo a Linx. Ao longo da semana (dia 22 a 28), o crescimento foi de 103%, frente à mesma semana do ano passado. O “ship from store” – quando o consumidor compra on-line e recebe o produto a partir da loja mais próxima – teve aumento de 44% no dia e de 39% na semana completa.

Outra tendência que se mostrou em estágio de consolidação foi o consumo via marketplaces, que, na sexta-feira da Black Friday, teve 115% de aumento no número de pedidos e 171% na receita total. Levando em consideração toda a quarta semana de novembro, o crescimento de pedidos foi de 41% e de receita, 85%. O número total de pedidos on-line no dia dos descontos cresceu 25,7% em relação ao de 2020, e o pico de vendas do dia 26 aconteceu às 21hrs. As informações foram observadas a partir do levantamento de dados extraídos da base de clientes omnicanais da Linx Digital.

Aplicativos de supermercados em alta
Embora os principais destaques da Black .Friday sejam os eletroeletrônicos, o período de pandemia alterou de forma permanente o comportamento do consumidor em relação à conveniência, até mesmo para itens básicos. O período de 26 a 28 de novembro mostrou que a receita total das compras feitas a partir de apps de supermercados cresceu 38,5% frente ao mesmo período de 2020, com mais de R$. 1.2 milhão em vendas. Já o número de pedidos cresceu 25,7%, também considerando o mesmo período do dia da Black Friday e fim de semana seguinte do ano passado. As três categorias mais vendidas foram: cereais, bebidas e laticínios, respectivamente. Esses dados da Linx foram reunidos a partir de informações da vertical Mercadapp, especialista em e-commerce para supermercados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima