Queda das compras a prazo em abril

0
3
O consumidor brasileiro vem adotando um comportamento mais cauteloso nas compras no varejo e demonstrando mais prudência antes de decidir por pagamentos parcelados. É o que observa pesquisa de abril realizada pela Telecheque, empresa de concessão de crédito no varejo, que apontou queda das transações a prazo de 0,84% frente a igual período do ano passado. No último mês, as compras parceladas com cheques representaram 71,79% do total, enquanto em abril de 2006 responderam por 72,40%.
“Este comportamento vem se confirmando desde o início do ano e demonstrando que, apesar do varejo oferecer opções de pagamentos com prazos mais extensos, o consumidor tem optado por parcelamentos menores, o que pode auxiliar na redução do endividamento que muitos estão enfrentando”, explica José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da Telecheque.
No levantamento, Alagoas despontou entre os estados brasileiros com queda mais acentuada dos parcelamentos. A região, que também se destacou por apresentar o menor índice de pré-datados do mês (42,30%), registrou declínio deste tipo de transação em 9,90% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o indicador foi de 46,95%.
Em seguida, apareceu o Rio Grande do Norte, onde o volume de compras parceladas caiu 8,17% na comparação anual. Em contrapartida, tal fato não impediu que o estado, com índice de 79,60%, ficasse entre as três regiões com maiores indicadores de pré-datados no país. Já no Estado de São Paulo verificou-se a terceira baixa mais expressiva, de 5,28%, em relação a abril do ano passado.
Mesmo com a queda das compras parceladas em dez estados brasileiros no comparativo anual, o pré-datado ainda se apresenta como a principal opção de pagamento nas transações com cheques. Os maiores indicadores de pré-datados foram verificados em Pernambuco, com índice de 84,23%, Maranhão e Rio Grande do Norte, onde os parcelamentos chegaram a representar 82,63% e 79,60%, respectivamente, do total das compras realizadas com cheques em abril.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUnisys com novidade no CIAB
Próximo artigoTio, dê uma carona para cima!