RFID movimentará US$ 2.9 bilhões em 2012

0
0


O mercado de RFID (identificação por rádio freqüência) tem despertado mais interesse do que outros com tecnologias semelhantes como códigos de barras e redes sem fio, uma vez que os usuários – fabricantes, fornecedores e varejistas – vêm percebendo os benefícios. Além disso, as empresas já estão preocupadas em integrar a tecnologia RFIS com aplicações e processos de negócios já existentes. Diante desse cenário, estudos da Frost & Sullivan, empresa internacional de consultoria e inteligência de mercado, estimam que as receitas desse mercado atinjam cerca de US$ 2.9 bilhões em 2012.

“Os benefícios reais da tecnologia RFIS na cadeia de suprimentos do varejo são visíveis para todos os parceiros comerciais envolvidos. O uso do RFID permite processar a informação separadamente pelos fabricantes, fornecedores e varejistas”, diz Priyanka Gouthaman, analista de pesquisa da Frost & Sullivan. “Hoje os fornecedores dependem das informações recebidas dos varejistas finais e uma falha na informação em qualquer ponto da cadeia de suprimentos pode minimizar os ganhos obtidos. Com a adoção do RFID, esses possíveis erros são menores e é possível prever demandas com mais precisão e desenvolver estratégias de planejamento mais eficazes”, completa.

Essa tecnologia também apresenta imediatamente resultados visíveis aos varejistas em termos de melhoria no gerenciamento do inventário e planejamento da demanda, garantindo um retorno maior. Por outro lado, a proposta de valor do RFID ainda não está clara entre a maioria dos fornecedores que ainda estão indecisos quanto ao investimento na tecnologia para distribuições completas.

“Os maiores varejistas como o Wal- Mart influenciam seus fornecedores por causa do volume de negócios que eles apresentam. A maioria, portanto, está adotando a tecnologia RFID para manter mais estreitas as relações com os varejistas. Entretanto, essa abordagem pode também impedir o crescimento do mercado dentro da indústria de RFID”, afirma Priyanka.

Segundo o analista, os vendedores de RFID precisam apresentar aos varejistas os benefícios potenciais da tecnologia, bem como os positivos retornos sobre investimento (ROI). Dessa forma, os participantes da indústria precisariam colaborar para oferecer soluções integradas que tenham tido uma taxa de sucesso comprovada entre aqueles que se anteciparam à adoção da tecnologia. O estudo demonstra que superar as apreensões do mercado seria mais fácil se existissem casos de estudos de fornecedores que desenvolveram a tecnologia.