Segmento de viagens alcança 56% da população digital

Concentrando 70 milhões de usuários únicos nas redes, setor aponta para um retorno à efervescência das atividades

0
34
Eduardo Carneiro, diretor geral da Comscore no Brasil
Eduardo Carneiro, diretor geral da Comscore no Brasil

Com o avanço da vacinação em todo o País, o setor de turismo começa a dar sinais de retomada no Brasil. Dados do estudo “Monitora Turismo”, baseado no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência, apontaram que o setor registrou alta de 25% nas vagas formais ocupadas no em julho, em comparação ao mês anterior. Já um recente levantamento da Comscore, que analisa o engajamento do setor em canais digitais, também indica um maior interesse dos brasileiros sobre o tema: o segmento de viagens concentra 70 milhões de usuários únicos nas redes e alcança 56% da população digital.

O relatório revela, ainda, que os usuários estão gastando mais tempo de navegação na categoria Viagem (Travel). Embora tenha havido uma ligeira queda (14%) no número total de consumidores digitais interessados em viagens entre janeiro de 2020 e maio de 2021, a Comscore registrou um crescimento de 88% na média de minutos gastos por usuário na categoria. Para Eduardo Carneiro, diretor geral da Comscore no Brasil, “os hábitos de consumo foram totalmente transformados pela pandemia, mas notamos que o setor de turismo, que foi duramente afetado pelas restrições sanitárias, já começa a restabelecer sua forte presença”.

Segundo o executivo, uma provável razão para que os usuários passem mais tempo navegando na categoria “Viagem” pode estar relacionada a um perfil mais detalhista e criterioso do consumidor. “É compreensível que se tenha uma maior preocupação a respeito dos critérios de segurança e sanitização adotados pela cidade e/ou país que se deseja visitar. Isso demanda mais tempo nas análises online em busca do próximo destino”, comenta Carneiro.

Top 5  dos players no setor
O relatório da Comscore aponta também quais empresas se destacam nas redes em relação ao número de milhões de usuários. Entre as companhias aéreas, as cinco principais são GOL, Azul, Latam, Azul Viagens e TAP Air Portugal. Entre as empresas de transporte, destacam-se Uber, InDriver, BlabBlaCar, 99 (mobile app) e Localiza. Já em relação aos fornecedores de informação, os principais meios são TripAdvisor, 123milhas, Aeroin.net, Abril Viagem e Turismo, e IG Turismo. Também foram analisadas as companhias de hospedagem, entre as quais as mais relevantes são Booking, Trivago, Airbnb.com.br, Airbnb.com, e a Kayak. Por fim, o paper aponta que os principais agentes de viagem online são Priceline.com, Expedia Group, Decolar, CVC e Hurb.com.

Intenção de viagem e perfil dos viajantes
Com a retomada do turismo, a análise apresentada pela Comscore indica que em abril de 2021, 32%  dos entrevistados tinham a intenção de viajar de avião nos próximos 12 meses, 9% dos usuários on-line haviam viajado de avião, sendo que somente 3% haviam alugado carro para viajar. Quando viajam, 19 milhões dos usuários digitais do Brasil (17%) praticam esportes.

Dos usuários que possuem intenção de viajar de avião, 54% pertencem a classe AB, 37% da classe C e 9% da classe DE. Entre esses, a maioria (37%) era composta pelos Baby Boomers (45+ anos), 24% estavam na faixa entre 35 e 44 anos, 22% deles tinham entre 25 e 34 anos e 18% entre 15 e 24 anos.  Ainda considerando esses usuários, 39% desses viajantes são solteiros, 45% são casais (união estável e casamento) e 17% são casais com filhos.

Viagens nas redes sociais
A Comscore também analisou o comportamento do tema Viagem nas redes sociais entre janeiro de 2020 e junho de 2021 e registrou que houveram picos no número de ações nos meses de agosto de 2020, entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021 e também em maio de 2021. Entre as plataformas, o Twitter foi a única que apresentou um aumento (24%) no trend de ações entre janeiro e junho de 2021. O relatório completo da Comscore sobre Viagens pode ser acessado aqui.