Aproveite. Ainda dá tempo de inscrever seu case

O canal para quem respira cliente.

Bradesco lança solução para oferta de crédito em ecossistemas digitais

Lucas Nogueira e Ticiana Amorim

Banco prevê ofertar, na nova modalidade, mais de R$ 1 bilhão em crédito PJ no primeiro trimestre de 2024 

O Bradesco anunciou o lançamento de uma solução que possibilita que e-commerces, lojas online e ERPs – ferramenta que integra e automatiza operações em várias áreas de uma empresa – ofereçam capital de giro e microcrédito aos seus clientes pessoa jurídica. E isso diretamente de suas plataformas, mantendo sua identidade visual e com contratação de empréstimo 100% on-line, para correntistas e não correntistas da instituição. A previsão é ofertar mais de R$ 1 bilhão em crédito PJ através do modelo, chamado de LaaS (Lending as a Service), ainda no primeiro trimestre de 2024.

De acordo com Lucas Nogueira, superintendente executivo de produtos PJ do Bradesco, “entre os benefícios para os ecossistemas parceiros estão o aumento do portfólio de produtos, fidelização de clientes com oferta de novos serviços, uma nova fonte de receita, além de integração fluida com a tecnologia fornecida. Para disponibilizar as ofertas bancárias em sua plataforma, o parceiro pode entrar em contato com o banco por e-mail”. 

Já os vendedores destes e-commerces, lojas on-line e ERPs têm vantagens específicas, explica o executivo.  “Entre elas, o acesso a ofertas de crédito e taxas personalizadas mesmo sem ser cliente Bradesco, tomada de empréstimo sem a necessidade de abertura de conta, além de contratação rápida e 100% online. Para isso, basta acessar a plataforma do e-commerce ou loja parceira, visualizar as ofertas disponíveis, simular o valor desejado, assinar o contrato e receber o valor em conta de qualquer instituição financeira”.

Apetite pelo crédito 

Para Lucas, a iniciativa traz diferenciais estratégicos que aumentarão o apetite pelo crédito. “O consumo de dados transacionais oriundos dos ecossistemas parceiros permitirá a criação de ofertas contextualizadas com forte potencial de conversão, além disso a utilização do fluxo de vendas como garantia da concessão de empréstimos reduzirá a inadimplência”.

O Bradesco estreia neste mercado em sintonia com os avanços do varejo digital e sua busca por soluções para incluir serviços bancários em seus portfólios. Para Ticiana Amorim, CEO da Aarin, empresa de BaaS (Banking as a Service) adquirida pelo Bradesco, “os principais diferenciais tecnológicos da solução são a flexibilidade e a capacidade de escala proporcionada pela estrutura construída de forma modular com APIs e jornadas whitelabel”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima