Setor de cobrança em boa fase

Callink registra alta de 40% no volume de negociações em 2020 e expectativa é de crescimento ainda maior neste ano

0
122
Lucas Andrade Fernandes, head de Negócios de Cobrança da Callink
Lucas Andrade Fernandes, head de Negócios de Cobrança da Callink

Depois de um ano atípico, por conta da pandemia do novo coronavírus, 2021 começa com a sociedade, e principalmente as empresas, atentas aos impactos que já estão sendo sentidos nos negócios. Um dos aspectos que, segundo especialistas deve ter um crescimento, é a inadimplência, com previsão de atingir o pico no primeiro semestre de 2021. O motivo? Os prazos prorrogados no início da pandemia, e os benefícios do Governo, estão acabando. Diante dessa expectativa, o mercado se movimenta para reforçar os processos de cobrança, para evitar prejuízos e perda de clientes (churn), e empresas que oferecem este tipo de serviço, como a Callink, também ampliam equipes e soluções para atender às demandas, apresentando diferenciais.

No início da pandemia, quando parte da população brasileira perdeu renda, os bancos ou empresas renegociaram as dívidas e deram mais prazo e descontos para os clientes realizarem pagamentos. O ponto é que estes prazos estendidos estão chegando ao fim e o auxílio emergencial também. Segundo a Serasa, hoje no Brasil há 65 milhões de inadimplentes, número que tende a aumentar. Apesar da expectativa de crescimento da inadimplência, é visível também a preocupação das pessoas em renegociar e ajustar o pagamento de suas contas, por meio da atuação dos serviços de cobrança.

Em 2020, a Callink identificou crescimento de 40% no faturamento dos serviços de cobrança, seja por meio digital ou via telemarketing, oferecidos ao consumidor final das empresas que atende. Para este ano, a tendência é de aumento ainda maior, chegando a 50%, e a empresa já se preparou para atender a esta demanda, como destaca o head de Negócios de Cobrança, Lucas Andrade Fernandes. “Entendemos que o momento econômico é delicado e requer uma especialização nos processos de cobrança e alocação dos esforços e soluções de forma ágil e eficiente. Nos últimos anos, a Callink vem se especializando nesse tema, ajudando as empresas a reduzirem PDD – Provisão de Devedores Duvidosos, churn e manter uma rolagem financeira controlada. Nesse sentido estamos preparados para atender nossos clientes com soluções digitais e atendimento humano, sempre atuando de forma estratégica, buscando entender, também junto ao cliente, quais as ferramentas que podem contribuir com a melhor qualidade de entrega e superação das metas estabelecidas”, destaca o executivo, que possui mais de 20 anos de experiência no mercado de operações de crédito e cobrança e foi contratado para ampliar o atendimento à esta demanda.

O executivo aponta, ainda, a importância desse serviço de cobrança para o mercado, com destaque para as soluções digitais. “O setor de cobranças de qualquer empresa é estratégico para sua saúde financeira, pois ajuda a antecipar caixa, reduzir churn e melhorar o PDD. Aqui na Calllink nosso objetivo é buscar soluções personalizadas de acordo com o perfil de cada cliente. Para isso oferecemos soluções digitais para cobrança que partem sempre da busca por um relacionamento com o cliente e a segmentação a partir de dados robustos, permitindo uma maior eficiência e performance na recuperação de dívidas”, explica.

Ainda segundo o executivo, a Callink está atenta a uma questão fundamental para a empresa contratante, que é entender na visão dela ‘Qual o seu próximo resultado?’. Ao apurar e identificar a expectativa de quem contrata, então entra em cena a DigiCob, solução criada para atuar no mercado de cobrança digital, por meio de vários canais de comunicação. “As soluções que oferecemos por meio da DigiCob geram grandes resultados, já comprovados e até premiados, e que estão sempre em evolução de acordo com as necessidades do mercado, justamente por conta desta proximidade e relacionamento com o cliente identificando suas peculiaridades e personalizando soluções’, ressalta o head de Negócios de Cobrança.