O canal para quem respira cliente.

M2M -Tecnologia – Sustentabilidade para Todos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Hoje os celulares possuem várias funcionalidades onde falar é apenas mais uma delas, o uso de aplicativos, troca de mensagens, chat, jogos e acesso a internet fazem com que o uso para simples chamadas de voz fiquem cada vez mais em segundo plano. As próprias máquinas estão tomando esse espaço e usando dos serviços móveis para se comunicarem entre si, são os chamados M2M – Machine to Machine ou comunicação Máquina com Máquina.

Imagine você em um uma cidade e através da internet de um celular, saber com exatidão o horário que determinado ônibus estará em seu ponto, saber os serviços relacionados como tráfego e tempo de viagem. Isso já pode ser possível na cidade de Curitiba. Apesar de nem todas as funcionalidades estarem sendo usadas, todos os ônibus estão conectados através chips de celulares.
Na cidade de Málaga na Espanha a operadora de energia elétrica Endesa instalou medidores inteligentes conectados através de uma rede de dados, um bairro inteiro englobando mais de 11 mil clientes residenciais e 300 empresas. Com essa gestão cada cliente pode conhecer os dados de seu consumo, escolher as tarifas mais adequadas e a operadora prevenir sobrecarga de rede. Isso reduz o consumo de energia e emissão de CO2.

 

No Rio através de uma parceria público/privada em mais de 50 pontos da orla é possível através do celular, alugar uma bicicleta e devolver em qualquer um dos pontos por R$ 10,00 mensais. Dependendo do trajeto e dos pontos, o carro pode ficar na garagem até mesmo para ir e vir do trabalho ou incentivar a prática de exercício para quem não a tinha ou tinha a desculpa de não ter uma bicicleta.
O conceito de Smart City já foi lançado no Rio de Janeiro em Búzios, cidade turística da Região dos Lagos Fluminense. Nada mais é do que o conjunto de várias dessas tecnologias, em uma mesma cidade. Com disposição de carros elétricos, bicicletas, internet gratuita e possibilidade do usuário ter em sua casa o valor de sua conta on-line e, até mesmo saber o consumo por eletrodoméstico. Essa cidade inteligente estará pronta em 2 anos, de acordo com o governador do Estado.
Uma Cidade Inteligente usa 4 princípios da comunicação M2M (MáquinaxMáquina)

1.Recolhimento de dados da cidade. Realiza-se através de sensores que possam transmitir via internet dados dos edifícios, medidores, carros, estações metrológicas.

 

2.Armazenamento e analise das informações. Essa etapa deve ser feita em conjunto entre o fornecedor, que hoje são basicamente as operadoras de internet e energia elétrica em conjunto com os clientes e empresários.

 

3.Gestão da prestação de serviço. Deve ser feito pelas empresas que possuem os clientes finais. Seguradoras de automóveis, distribuidora de energia, empresas de transporte.

 

4.Uso consciente e sustentável. Tornar todos esses dados fornecidos, uma fonte para economia e uso sem desperdício dos recursos naturais.
 

 

 
Esse video mostra na prática o que seria uma Cidade Inteligente conectada por M2M.
 
Bem vindo ao futuro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

M2M -Tecnologia – Sustentabilidade para Todos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Hoje os celulares possuem várias funcionalidades onde falar é apenas mais uma delas, o uso de aplicativos, troca de mensagens, chat, jogos e acesso a internet fazem com que o uso para simples chamadas de voz fiquem cada vez mais em segundo plano. As próprias máquinas estão tomando esse espaço e usando dos serviços móveis para se comunicarem entre si, são os chamados M2M – Machine to Machine ou comunicação Máquina com Máquina.

Imagine você em um uma cidade e através da internet de um celular, saber com exatidão o horário que determinado ônibus estará em seu ponto, saber os serviços relacionados como tráfego e tempo de viagem. Isso já pode ser possível na cidade de Curitiba. Apesar de nem todas as funcionalidades estarem sendo usadas, todos os ônibus estão conectados através chips de celulares.
Na cidade de Málaga na Espanha a operadora de energia elétrica Endesa instalou medidores inteligentes conectados através de uma rede de dados, um bairro inteiro englobando mais de 11 mil clientes residenciais e 300 empresas. Com essa gestão cada cliente pode conhecer os dados de seu consumo, escolher as tarifas mais adequadas e a operadora prevenir sobrecarga de rede. Isso reduz o consumo de energia e emissão de CO2.

 

No Rio através de uma parceria público/privada em mais de 50 pontos da orla é possível através do celular, alugar uma bicicleta e devolver em qualquer um dos pontos por R$ 10,00 mensais. Dependendo do trajeto e dos pontos, o carro pode ficar na garagem até mesmo para ir e vir do trabalho ou incentivar a prática de exercício para quem não a tinha ou tinha a desculpa de não ter uma bicicleta.
O conceito de Smart City já foi lançado no Rio de Janeiro em Búzios, cidade turística da Região dos Lagos Fluminense. Nada mais é do que o conjunto de várias dessas tecnologias, em uma mesma cidade. Com disposição de carros elétricos, bicicletas, internet gratuita e possibilidade do usuário ter em sua casa o valor de sua conta on-line e, até mesmo saber o consumo por eletrodoméstico. Essa cidade inteligente estará pronta em 2 anos, de acordo com o governador do Estado.
Uma Cidade Inteligente usa 4 princípios da comunicação M2M (MáquinaxMáquina)

1.Recolhimento de dados da cidade. Realiza-se através de sensores que possam transmitir via internet dados dos edifícios, medidores, carros, estações metrológicas.

 

2.Armazenamento e analise das informações. Essa etapa deve ser feita em conjunto entre o fornecedor, que hoje são basicamente as operadoras de internet e energia elétrica em conjunto com os clientes e empresários.

 

3.Gestão da prestação de serviço. Deve ser feito pelas empresas que possuem os clientes finais. Seguradoras de automóveis, distribuidora de energia, empresas de transporte.

 

4.Uso consciente e sustentável. Tornar todos esses dados fornecidos, uma fonte para economia e uso sem desperdício dos recursos naturais.
 

 

 
Esse video mostra na prática o que seria uma Cidade Inteligente conectada por M2M.
 
Bem vindo ao futuro!

0 comentário em “M2M -Tecnologia – Sustentabilidade para Todos”

  1. Olá Gledson ,tudo bem ,nao sei se vc lembra de mim ,mais vc nao mudou nada eu sou de PONTA GROSSA . MORAVA PRÓXIMA DA CASA DE SUA AVÓ PATERNA ,NA VILA MARINA . DESEJO A VC TUDO DE BOM .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima