Cliente e empresa harmonizados pela voz

0
3

12/03/01 – 17:41 – Conta-se que o grego Demóstenes, um dos mais notáveis oradores da Antiguidade, encontrou um modo peculiar de superar a gagueira. Com seu corpo franzino e desengonçado, ia para a praia treinar seus discursos. Lá, colocava pedrinhas sobre a língua e empenhava-se em produzir a sua voz mais forte do que o ruído das ondas. Ficava horas discursando fortemente ao mar bravio. Acabou superando a si mesmo.

A perseverança é o grande segredo não só do sucesso como da própria realização pessoal. Com efeito, os problemas de comunicação ocorrem por toda parte, nas diferentes classes sociais e níveis culturais. Sua solução depende então da perseverança e, claro, de um enfoque adequado da realidade em que se vive

Nestes tempos de competição e globalização, por exemplo, é necessária uma expressão verbal adequada, inclusive para seleção em novo emprego. Diante de dois candidatos com currículo semelhante, costuma se destacar o que apresenta melhor comunicação verbal. Mais do que este fato, evidencia-se em alguns Callcenters grande contratação de deficientes físicos que superam os concorrentes com a sua voz e fala.

Nos treinamentos de fala atuais, além de uso de algumas técnicas que remontam à antiga Grécia (exercícios fonásticos e respiratórios), aprimora-se o falar bem com moderna tecnologia em Laboratório de Voz. É por isso que, na seleção para contratação dos serviços de locução profissional para os Callcenters, espera-se uma avaliação criteriosa do perfil vocal, fala, musculatura bucofacial sustentados por condições anatômicas favoráveis. O uso das palavras, estruturação das idéias na frase, articulação clara da fala, voz em volume audível demonstram respeito ao cliente. Com a voz, o teleoperador facilita o relacionamento entre o cliente e a empresa e, ao simplificar a comunicação, fortalece a imagem da companhia.

Outro cuidado a observar é o uso de um vocabulário simples, despojado e sobretudo descomplicado. Entre duas palavras, a escolha tem de recair sobre a mais simples. Entre duas palavras simples, a mais clara.

Por fim, devemos estimular a desinibição ao falar com o público, passando-lhe confiança e interesse no que ele vai dizer. Para isso, é necessário que o teleoperador articule com clareza todos os sons das palavras – com naturalidade, sem afetação, é claro. A harmonia é a chave para o sucesso na comunicação, porque estabelece uma sintonia capaz de gerar confiança e bem-estar.

O TELEOPERADOR TEM O PODER DE FAZER DE CADA CLIENTE ALGUÉM MUITO ESPECIAL.


Janete Mayer www.brnet.com.br/fono/fono.htm Fonoaudióloga e diretora da Voz Telemarketing