Como será o profissional de RH do futuro?

0
1



Inovação. Essa é a principal meta das empresas atualmente. Com a crescente concorrência de mercado, propor novas ideias, produtos e otimizar processos internos têm sido o caminho para se manter em alta. Para isso, muitas companhias têm investido no quadro de funcionários, já que pesquisas apontam que um empregado motivado pode trazer resultados cada vez melhores. A partir disso, as companhias têm direcionado atenção à contratação de profissionais de RH que sejam capazes de acompanhar as novas tendências do mercado, fazendo muito mais do que apenas organizar folhas de pagamentos e festas de fim de ano.

 

“O profissional de RH do futuro deve ser capaz de enxergar os recursos humanos não apenas em sua interface operacional, mas de forma estratégica, como diferencial competitivo entre empresas de todos os portes e setores. Ele deve desenvolver a noção de ´cliente interno´, atendendo às necessidades de cada departamento de forma colaborativa, o que influencia também na satisfação dos clientes externos”, explica Rodrigo Oliveira, gestor da Faatesp, Faculdade da Vila Matilde.

 

O profissional dessa área deve ter em mente a importância de ser pró-ativo, facilitando o trabalho dos líderes e assumindo a responsabilidade por tarefas que incidem sob seu trabalho e contribuem para os resultados da empresa, na medida de suas atribuições e capacidades, como avalia Oliveira. É preciso ainda ter um perfil empreendedor. “A pessoa empreendedora é capaz de enxergar o ambiente em que atua como um todo e de se comprometer não apenas por sua função específica, mas pelo resultado da empresa”, finaliza o especialista.

 

Pesquisa

De acordo com a última pesquisa Delphi RH, o foco do profissional de RH até 2015 seguirá o seguinte cenário: