Regulamentação pode fazer a diferença

0
1
Já se arrasta por mais de dez anos a aprovação da lei que regulamenta a terceirização. Depois de ter sido aprovado em 2015 na Câmara, o PL aguarda desde então a aprovação no Senado. A expectativa é grande para que isso aconteça finamente esse ano. Além de trazer maior segurança jurídica, a regulamentação deve estimular a economia por meio da especialização e geração de emprego. Tanto que o presidente Flex, Topázio Silveira Neto, a vê como fundamental para a retomada do crescimento no setor.
“A principal perspectiva para 2017 é que a partir da aprovação da nova lei de terceirização, o mercado reaja e volte a ter um crescimento positivo no decorrer do ano”, comenta. De acordo com o executivo, o setor tem como grande desafio acompanhar essa mudança de legislação que está em curso no congresso nacional, além de compatibilizar as questões de custo em função da apreensão sobre salários.
Já como grande tendência do segmento para esse ano, ele pontua que é trabalhar cada vez mais na digitalização como opção e ferramentas de atendimento. Não à toa, a Flex trará uma série de novidades na linha de novos produtos e novos serviços, segundo Topázio. “A Flex começou 2017 a todo vapor continuando em seu planejamento estratégico e buscando um crescimento nas suas operações, além de investir pesadamente nas áreas de inovação e capacitação de pessoas.” A previsão é de crescimento tanto para as centrais de atendimento e vendas, quanto para as operações de cobrança.