Um novo perfil de liderança

0
2
A pesquisa Talent Management: Accelerating Business Performance ouviu mais de dois mil líderes globais no final do ano passado e constatou que 46% dos gestores identificam a atualização da liderança como uma prioridade. Para Paulo Ferretti, gerente de desenvolvimento do Grupo Kronberg, os colaboradores costumam não se adaptar quando o gestor possui um estilo de liderança fechado às inovações. “O líder deve saber reconhecer que seu time pode trazer novos processos, ideias e projetos que podem ser relevantes para o momento da empresa. Deixar a inovação em segundo plano nesse mundo cada vez mais volátil, incerto, complexo e ambíguo, pode ser perigoso para o futuro da organização”, explica.
Ferretti dá sete dicas para o líder excelente do século 21:
1 – Ser ressonante. Alguém que se mostra inseguro ou indeciso causa falta de credibilidade por parte da equipe. A palavra-chave principal dessa característica é a confiança.
2 – Integridade. Justiça e ética passam credibilidade para a equipe e são essenciais para ser estabelecida uma relação de confiança e o fortalecimento dos relacionamentos.
3  Criar uma visão de futuro. Quando os objetivos que a organização pretende alcançar estão nítidos se alinhados com o propósito e visão de futuro do próprio profissional, consequentemente os colaboradores enxergam que ao garantir bons resultados na empresa em que trabalham, suas metas pessoais se tornam mais próximas.
4 – Positividade. Quando se passa por algum momento de crise, conflito ou pressão é preciso manter a calma, processar as informações de forma focada e criativa e influenciar as pessoas de maneira otimista e motivadora.
5 – Mostrar a importância dos colaboradores. O líder deve ser bom ouvinte, conciliador e saber reconhecer seu time, além de criar um sentimento de pertencimento e propósito em sua equipe, de forma que ela saiba que seu trabalho dentro da organização é importante e se sinta automotivada.
6 – Paixão. Gostar do que faz é essencial para contagiar e engajar os liderados e para se comunicar no dia a dia.
7 – Ser bom ouvinte. A regra de ouro para que a equipe sempre esteja próxima do líder é saber ouvir e entender a necessidade de cada um de acordo com cada tipo de personalidade. A partir dessas informações coletadas, o líder deve traçar um plano de ação para criar um clima e ambiente organizacional mais agradáveis para todos.