ACSP cria espaço dedicado às startups

O Pateo 76 foi inaugurado no centro histórico de São Paulo visando conectar tradição e inovação

0
22

“Tradição a serviço da inovação”. É com essa proposta que a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), por meio de seu Conselho de Inovação (Conin), criou um novo espaço no Centro Histórico da capital paulista. O Pateo 76 foi inaugurado no dia 31 de agosto, e materializa o novo momento da ACSP, que também lançou em julho passado o programa de impulsionamento Ac boost, direcionado às startups. 

De acordo com Alessandra Andrade, coordenadora do Conin e vice-presidente da ACSP, “o espaço nasce com a vocação de vertente e conexão de projetos e ações. Foi idealizado para que as startups possam, utilizando esta estrutura, exponencializar seus trabalhos, fortalecidos pela tradição, inovação e inteligência competitiva que a ACSP pode oferecer”. O projeto é realizado em parceria com SEBRAE-SP, Ade Sampa, Oasis Lab e Bossa Nova Investimentos. “Faltava em São Paulo um agente conector, que impulsiona as startups, mas ao mesmo tempo constrói as relações que esses empreendedores precisam com os demais atores desse ecossistema”, complementou a executiva. 

Dotado de alta tecnologia, o Pateo 76 está localizado na rua Boa Vista, 76, ao lado do Pateo do Collegio. Conta com salas em diferentes formatos para reuniões, estações de trabalho integradas, estúdio de gravação e equipamentos e conectividade. “Uma verdadeira mistura do tradicional com o novo, afinal, quando abrimos nossas janelas, observamos toda solidez e trabalho dedicados para transformar São Paulo e a economia do País”, diz Alessandra Andrade.

Na esteira da inovação
A ACSP já havia lançado, em julho passado, em parceria com o Sebrae-SP, o Ac boost, programa de impulsionamento direcionado a startups legalmente constituídas que estejam em fase final de validação, em mercado ou em tração. Com base em critérios como: inovação, viabilidade técnica e potencial de mercado, uma comissão fará a avaliação das inscrições, entrevistas individuais e, finalmente, a divulgação dos aprovados, no dia 15 de setembro. 

Ao final do programa, as vinte startups selecionadas receberão o Selo de Inovação da ACSP e poderão ainda ser apresentadas a oportunidades de negócios e investimentos pela ACSP e parceiros. “Queremos tornar a inovação acessível ao maior número de pessoas possível, ajudando na criação de negócios de impacto e tornando-os mais preparados para o mercado. Não somos um programa de aceleração, e sim de impulsionamento. Nosso mote não é falar de dinheiro, mas podemos falar sobre isso. Vamos falar sobre o que cada startup precisa”, explicou Alessandra.

O corpo de conselheiros do Conin é composto por Ivan Hussni, Aline Cardoso, João Kepler, Fernando Seabra, entre outros. Tânia Gomes Luz, que é ex-vice-presidente da Abstartups, conselheira de inovação e especialista em Digital Branding, foi escolhida pelo Conin para ser a head do Ac boost.