Bom gerenciamento gera economia

0
1
Controlar e gerenciar estações de trabalho não é uma tarefa simples e deve ser observado de forma estratégica pela área de TI. O que torna a administração das máquinas um processo mais complexo é a ausência de ferramentas adequadas para realizar o monitoramento em todo o parque. Muitos problemas de administração da rede acontecem devido à grande diferença entre perfis de acesso dos usuários e dos níveis de conhecimento.
 
O custo de manutenção de um parque de TI, principalmente das estações de trabalho, é tão alto que resultou num estudo do Gartner Group. O Instituto aponta que, por exemplo, o custo de uma máquina com Windows XP não gerenciada por três anos é de R$ 5.309,00. Já o custo da mesma monitorada adequadamente é de R$ 3.335,00, gerando 40% de redução de custo. Assim, a redução em uma rede com 50 estações é de aproximadamente R$ 98.700,00.
 
O que foi analisado pelo instituto é que uma máquina bem-gerenciada demanda menos interação do suporte técnico de help-desk (em alguns casos existem custos altíssimos de deslocamento para atendimento de alguns chamados). Também se notou uma redução de infecções por vírus, erros de configuração e perda de dados por falha humana. Pois além do acesso remoto, agregando tarefas como inventário de software e hardware, gerenciamento de patches e distribuição de aplicativos, o departamento já conta com ferramentas suficientes para reduzir custos de suporte.
 
A palavra de ordem continua sendo economia. Portanto, a área de TI de uma companhia deve estar alinhada ao seu negócio e focar na prevenção de problemas e riscos. Dessa forma, o ROI de uma solução pode ser previsto de forma a viabilizar o orçamento em muitos casos.
 
Carlos Decloedt Júnior é gerente da integradora 2S Integração e Conectividade.