Brasil é líder em audiência mobile na AL

Dispositivos móveis concentram 112 milhões de usuários, uma alta de 6% em relação ao final de 2020

0
589
Alejandro Fosk, diretor geral da Comscore América Latina
Alejandro Fosk, diretor geral da Comscore América Latina

O distanciamento social imposto pela pandemia teve um grande impacto no comportamento e nos hábitos de consumo da sociedade. Um dos efeitos dessa transformação foi o crescimento da população digital, que segue ascendente no Brasil. O recente levantamento da Comscore intitulado “Tendências e Comportamentos Digitais 2021″ indica que o número de pessoas conectadas multiplataforma no país chegou a 126,5 milhões no primeiro semestre de 2021, uma alta de 3% em relação ao fim do ano passado, quando eram 122,7 milhões.

O relatório aponta também que o acesso via dispositivos móveis (smartphones e tablets) cresceu em ritmo ainda mais acelerado neste período, atingindo uma audiência de 112 milhões de usuários, uma alta de 6% em relação ao final de 2020 (105 milhões). Na América Latina, o Brasil é destaque em audiência exclusiva móvel, seguido de México, Colômbia e Chile. Em relação ao total de pessoas conectadas no País, aquelas que acessam a internet exclusivamente por mobile chega a marca 77,9 milhões, as que usam apenas dispositivos desktop são 14,5 milhões, e as que utilizam ambas as plataformas são 34,1 milhões.

Além disso, a análise mostra que o brasileiro passa, em média, 3 horas e 23 minutos por dia conectado à rede. Dentro desse tempo, a quantidade de minutos consumida por meio de dispositivos móveis teve uma alta de 23% entre janeiro de 2020 e junho de 2021, enquanto o acesso via desktop permaneceu constante. Como resultado, 81% dos vídeos reproduzidos na internet são consumidos nos celulares ou tablets e o uso de aplicativos representa mais de 90% do tempo consumido nesses dispositivos.

“Os smartphones são preferência entre os brasileiros e, seguramente, a pandemia foi uma impulsionadora do seu uso para diferentes funções. Isso nos direciona a uma sociedade cada vez mais conectada. Com isso, temos análises mais assertivas em relação aos hábitos de consumo e conseguimos direcionar fortes tendências para as marcas. Por meio desse levantamento, a Comscore se posiciona como grande referência em dados ricos”, comenta Alejandro Fosk, diretor geral da Comscore América Latina.

Entre as categorias que despertam maior interesse entre os indivíduos conectados, Entretenimento segue como a líder, seguida por Games, o que reforça a relevância dos dois territórios para a comunicação das marcas.

Características dos usuários brasileiros
Ao analisar o perfil desses consumidores no país, a Comscore comprovou uma equidade entre os gêneros da população digital: 50% são homens e 50% mulheres. Já o recorte sob a faixa etária revela que a maior concentração desses usuários está entre as gerações baby boomer (45+ anos) e millenial (25 – 34 anos). Enquanto, geograficamente, a região que lidera em número de consumidores é o Sudeste (48,5%), seguida pelo Nordeste (23,4%), Sul (14,9%), Centro-Oeste (7,8%) e Norte (5,4%) em quantidade de pessoas conectadas.

Os baby boomers também têm passado mais tempo conectados. Segundo a Comscore, a população digital acima dos 45 anos aumentou seu consumo de internet em 30% no período de um ano. Além disso, o relatório da empresa também constatou que a categoria Social Media foi a líder de audiência em junho de 2021, quando os usuários acumularam 343,5 milhões de minutos em navegação pelas plataformas de interação social – entre elas o Facebook segue, com folga, na liderança em relação ao tempo de consumo dos internautas. Já entre os aplicativos mobile preferidos dos usuários, os líderes de audiência são WhatsApp, Instagram, Facebook, YouTube.

Tendências de consumo
A análise da Comscore indica ainda que o comportamento do brasileiro na internet aponta para tendências de consumo a partir do cruzamento de dados de audiência a uma série de pesquisas de mercado. Os millennials são os que demonstram maior interesse por turismo, por exemplo. Na faixa etária de 25 a 34 anos, 37 milhões de pessoas pretendem viajar de avião nos próximos 12 meses, e 18 milhões são usuários da categoria Viagem (Travel) nas redes sociais.

Já entre o universo total de usuários conectados, o consumo de bebidas alcoólicas aparece como interesse de 63%, atingindo 73 milhões de usuários – desses, 52% consomem cerveja e 38% consomem vinho. Outro destaque do levantamento indica que o carro aparece como objeto de desejo: 19 milhões de consumidores declaram pretensão de comprar um automóvel nos próximos 12 meses, sendo 9,7 milhões desejando o primeiro carro. Além disso, com mais tempo em casa, as pessoas têm investido mais em decoração: 108 milhões de usuários declararam que a casa é “o melhor lugar do mundo”.

Tendências do e-commerce
O consumo via e-commerce também aparece entre as tendências. Essas plataformas representam 90,2% de alcance na categoria de varejo, chegando a 73 milhões de usuários nas redes. No ranking de audiência em tempo gasto, o aplicativo Shopee aparece na liderança, seguido por Mercado Livre, Amazon e B2W. “Temos vivido um cenário no qual o consumo se concentra quase que totalmente no ambiente digital, o que explica esse avanço do e-commerce. É preciso, no entanto, observar os rumos que o comércio vai seguir com a reabertura dos estabelecimentos a partir do avanço nas vacinas. A Black Friday deste ano pode ser um bom termômetro para novas estratégias”, comenta Fosk. O relatório completo da Comscore sobre tendências e comportamentos digitais do Brasil pode ser acessado aqui.